Aldan: “daDAdaDAdaDAdaDAdaDAdaDA​.​.​.”

 

Dois anos após o lançamento do ótimo Pode ser que daqui a algum tempo eu tenha 30 (2015), os integrantes do grupo mineiro Aldan estão de volta com um novo registro de inéditas. Trata-se do recém-lançado daDAdaDAdaDAdaDAdaDAdaDA​.​.​. (2017), trabalho que conta com distribuição pelo selo Geração Perdida e produção assinada pelos próprios integrantes, Marcus Vinícius Evaristo (voz e guitarra), Fernando Bones (voz e baixo), Davi Brêtas (guitarra) e Bruno Carlos (bateria).

São 11 faixas que se abrem para a chegada de vasto time de colaboradores, caso do cantor e compositor Jair Naves, Gabriel de Sousa (maquinas), Bruna Vilela (Miêta), Thales Silva (Minimalista/A Fase Rosa), Daniel Nunes (Lise/Constantina), Fábio de Carvalho e seu pai, Ricardo Penido. No repertório, músicas como a já conhecida Big data/Wishful thinking, além de outros experimentos que passeiam por diferentes aspectos do rock alternativo, porém, sempre preservando a identidade do quarteto mineiro.

 

Aldan – daDAdaDAdaDAdaDAdaDAdaDA​.​.​.