Aphex Twin: “Minipops 67 [120.2][Source Field Mix]”

.

A explosão do Dubstep, MAXIMALISM, Instrumental Hip-Hop, Space Disco, UK Garage, Chillwave e Pós-Dubstep. Caribou, Nicolas Jaar, The Field, Flying Lotus e Oneohtrix Point Never. The Warning do Hot Chip ou The Knife com Silent Shout em 2006; LCD Soundsystem e Sound of Silver, Justice com e Burial com Untrue em 2007. Four Tet, James Blake e Andy Stott. Muitas coisas aconteceram nos 13 anos em que Richard David James (hoje com 43 anos) resolveu tirar férias do mundo, ou melhor, silenciar temporariamente o Aphex Twin. Entretanto, basta uma reflexão rápida para perceber como a essência do produtor irlandês sobreviveu em grande parte dos trabalhos lançados na última década.

Próximo de romper o hiato de estúdio iniciado no álbum Drukqs (2001), James resume na inédita Minipops 67 [120.2][source field mix] parte do material reservado para SYRO (2014), a obra que marca o retorno oficial do artista como Aphex Twin. Em exatos quatro minutos e 47 segundos, toda a discografia do produtor é revisitada, revelando desde as vocalizações sintéticas que recheiam parte da obra do artista, até sintetizadores ambientais, fórmulas musicais quebradas e toda a atmosfera que transformou o irlandês em um gigante da eletrônica nos anos 1990. Com 12 faixas inéditas, SYRO estreia no dia 23 de setembro pelo selo Warp. Acima, a capa do álbum.

.

Aphex Twin – Minipops 67 [120.2][Source Field Mix]