Arp: “Nzuku”

 

Pouco menos de sete minutos, esse é o tempo que Alexis Georgopoulos precisa para convidar o ouvinte a se perder entre as paisagens instrumentais de Nzuku. Concebida a partir de pequenas camadas, a canção ganha forma aos poucos, detalhando sintetizadores quentes, doses de psicodelia e diálogos com o mesmo som nostálgico de outros nomes do ambiente pop, caso de Martin Glass e o trabalho de Mark Barrot na série Sketches From an Island.

A canção, assim como o material apresentado há poucas semanas em Fluorescences, faz parte do novo álbum de inéditas do produtor nova-iorquino, Zebra (2018). Para o trabalho, Georgopoulos se diz inspirado pelo “jazz cósmico e a produção japonesa dos anos 1980”, preferência evidente em cada inserção minuciosa da presente composição. O último registro de inéditas do artista foi o experimental More, lançado em meados de 2013.

Zebra (2018) será lançado em 21/6 via Kemado Records / Mexican Summer.

 

Arp – Nzuku