As Melhores Capas de 2016

Categories Listas

Qual é a sua capa de disco favorita lançada em 2016? Entre projetos que contam com a assinatura de artistas consagrados, novatos e registros que ultrapassam os limites do próprio encarte – como o trabalho produzido para a capa de ANTI da cantora Rihanna e os projetos “interativo” para o mais recente álbum de Nicolas Jaar –, não faltam obras de destaque.

São 36 projetos gráficos que refletem o cuidado de produtores, fotógrafos, designers e ilustradores, sejam eles internacionais ou brasileiros – caso da premiada fotografia do primeiro álbum da carioca Mahmundi. Nos comentários, compartilhe você também a sua capa favorita.

Alex Smoke: “Love Over Will”

Sobreposições.

_

Andy Stott: “Too Many Voices”

Leveza.

_

Barro: “Miocardio”

Uma imagem que sintetiza toda a pluralidade do disco.

_

Bon Iver: “22, A Million”

Compre o disco, desvende o encarte.

_

Bruna Mendez: “O mesmo mar que nega a terra cede à sua calma”

Delicada.

_

Carne Doce: “Princesa”

‘Cetapensâno’ que eu vou deixar essa capa de fora?

_

Chairlift: “Moth”

Mariposa

_

Childish Gambino: “Awaken My Love”

Bateu!

_

D.R.A.M.: “Big Baby Dram”

Melhor uso de catioro em capa de disco 🐶 ❤️

_

David Bowie: “✭”

Uma capa, inúmeros segredos…

_

The Hotelier: “Goodness”

~ polêmica ~

_

HXLT: “HXLT”

Impacto!

_

Kaytranada: 99.9%

100% ❤️

_

Labirinto: “Gehenna”

Cenas de um futuro próximo.

_

Mahmundi: “Mahmundi”

A capa é tão boa que serviu até para campanha política 😝

_

Máquinas: “Lado turvo, lugares inquietos”

Sombria.

_

Mark Barrott: “Sketches From an Island 3”

🌴🌊 Tropical ☀️🍹

_

Mark Pritchard: “Under The Sun”

Um dos projetos gráficos mais lindos de 2016.

_

M O O N S: “Songs of Wood and Fire”

“Me abraça?”

_

Nicolas Jaar: “Sirens”

Risque a capa, encontre o disco.

_

Nuven: “Partir”

Senta que já vai começar.

_

Oval: “Popp”

Minimalista.

_

Parquet Courts: “Human Performance”

Mais uma capa incrível para a galeria do Parque Courts.

_

Preoccupations: “Preoccupations”

Pós-Punk 1986 – ou 2016.

_

Rihanna: “ANTI”

Arte transformada em capa.

_

Santigold: “99¢”

Eu compro!

_

Saqqara Mastabas: “Libras”

❤️ Satanás ❤️

_

Steve Hauschildt: “Strands”

É exatamente isso que você encontra ouvindo o disco.

_

Sturgill Simpson: “A Sailor’s Guide to Earth”

Profundo.

_

Tagore: “Pineal”

Que pira!

_

Thee Oh Sees: “A Weird Exits”

Toda a lisergia de Robert Beatty.

_

Tindersticks: “The Waiting Room”

Meio Sparklehorse, meio David Lynch…

_

Vektor: Terminal Redux

Destruição.

_

White Lung: “Paradise”

Recorte e cole ✂️📖

_

Wilco: Schmilco

Por mais capas de discos produzidas por Joan Cornella

_

Young Thug: “Jeffrey”

Qui desconstruidão da porra!

Veja também:

Criador do Miojo Indie, trabalhou como coordenador de Mídias Sociais na Editora Abril, editor de entretenimento e cultura no Huffington Post e hoje é editor de conteúdo no Itaú. Apaixonado por GIFs de gatinhos, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil como presente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *