As Melhores Capas de 2018


Para além do limite dos arranjos, versos, batidas e estruturas melódicas, selecionamos algumas das imagens de capas mais significativas de 2018. São ilustrações, recortes, fotografias, composições minimalistas ou mesmo projetos marcados pelo exagero das formas e elementos visuais. Uma seleção com 39 trabalhos vindos de diferentes campos da música — eletrônica, pop, R&B, Hip-Hop, rock e MPB —, síntese de toda a sequência de obras reveladas nos últimos meses. Nos comentários, conta pra gente: qual é a sua capa de disco favorita deste ano?


Anelis Assumpção: Taurina

Ava Rocha: Trança

Baco Exu do Blues: Bluesman

Barker: Debiasing on Ostgut Ton

Beyoncé / Jay-Z: Everything is Love

BK: Gigantes

Blood Orange: Black Swan

Carne Doce: Tônus

Dead Can Dance: Dionysus

Djonga: O Menino Que Queria Ser Deus

Gang Gang Dance: Kazuashita

Ghostemane: N / O / I / S / E

High on Fire: Electric Messiah

Huey: Ma

Iceage: Beyondless

Janelle Monáe: Dirty Computer

Kamasi Washington: Heaven and Earth

Karol Conká: Ambulante

Kanye West / Kid Cudi: Kids See Ghosts

Lotic: Power

Mahmed: Sinto Muito

Mahmundi: Para Dias Ruins

Mitski: Be The Cowboy

Moons: Thinking Out Loud

Monza: Bonsai

Nicki Minaj: Queen

Oh Sees: Smote Reverser

Oneohtrix Point Never: Age Of

Peggy Gou: Once

Pusha-T: Daytona

Rosalia: El Mal Querer

Saba: Care For Me

Sudan Archives: Sink

Teyana Taylor: K.T.S.E.

Troye Sivan: Bloom
U.S. Girls: A Poem Unlimited

Vessel: Queen of Golden Dogs

Wado: Precariado

Young Fathers: Cocoa Sugar

6 thoughts on “As Melhores Capas de 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend