Baco Exu do Blues: “Paris”


A melancolia e atmosfera intimista explícita em parte expressiva das canções de Baco Exu do Blues ecoa com naturalidade na recém-lançada Paris. Primeira composição inédita do rapper baiano desde o material apresentado no ótimo Bluesman – 2º colocado em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Brasileiros de 2018 –, a nova faixa desacelera e parece perder parte expressiva da rica base instrumental que vinha sendo explorada pelo artista para mergulhar em um território de essência minimalista, por vezes sombrio e claustrofóbico.

Brindei com meus amigos, escondi minha depressão dos meus amigos / Me tranquei em casa à procura de abrigo / Eu já fudi minha vida, por isso que esses merdas / Nunca vão fuder comigo, nunca vão fuder comigo“, rima em tom melancólico, indicando o completo recolhimento e parte das angústias que sufocam o eu lírico. Instantes de profundo recolhimento, como uma extensão particular do mesmo som atmosférico detalhado pelo rapper em Me Desculpa Jay-Z, Minotauro de Borges e algumas das principais faixas apresentadas em Bluesman.


Baco Exu do Blues – Paris


Send this to friend