BaianaSystem: “Cabeça de Papel”


Em um ambiente marcado pelo avanço do conservadorismo, tentativas de golpes pela América Latina e o posicionamento belicoso de diferentes grupos políticos, Cabeça de Papel, mais recente criação do BaianaSystem, nasce como um necessário exercício de enfrentamento. São versos curtos, porém, sempre precisos, conceito que tem sido aprimorado pelo coletivo baiano desde o amadurecimento artístico em Duas Cidades – 21º colocado em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Brasileiros de 2016. Frações poéticas que vão do atual cenário político (“Fogo no Bozo, fogo no Trump“) ao período colonial (“Roubaram nossas riquezas / Reis rainhas príncipes princesas“).

Com versos assinados pelo sempre versátil Russo Passapusso (voz), a canção conta ainda com a presença de Roberto Barreto (Guitarra baiana), SekoBass (baixo, programação e sintetizadores), Icaro Sá (percussão e programação), JapaSystem (percussão), Junix 11 (guitarra) e João Teoria (trompete). Maior a cada nova audição e marcado pela riqueza dos samples, Cabeça de Papel reflete a boa fase do coletivo que lançou no início deste ano o elogiado O Futuro Não Demora (2019), um dos grandes exemplares da recente fase da música brasileira e casa de faixas importantes como Sonar, Sulamericano e Navio.



BaianaSystem – Cabeça de Papel