Baleia: “Coração Fantasma”

 

A ruptura sempre fez parte do som produzido pelo grupo carioca Baleia. Do misto de jazz e pop que marca os primeiros registros da banda, passando pela produção de obras como Quebra Azul (2013) e Atlas (2016), cada novo trabalho parece transportar o ouvinte para um território parcialmente inédito, conceito que volta a se repetir em Coração Fantasma, primeiro desdobramento da série de músicas que o quarteto do Rio de Janeiro deve apresentar até o próximo ano.

São três composições inéditas – Eu Estou Aqui, A Mesma Canção e Lulu –, em que Sofia Vaz (voz, teclado e guitarra), Gabriel Vaz (voz, bateria e guitarra), Felipe Pacheco Ventura (guitarra e violino) e Cairê Rego (baixo) brincam com a desconstrução dos temas instrumentais, indo da parcial leveza que embala a faixa de abertura, ao mais completo caos que marca as canções seguintes. Os outros três atos do novo projeto devem ser apresentados pela banda nos próximos meses.

 

Baleia – Coração Fantasma