Bicicletas de Atalaia: “O Verão e o Absurdo”

Bicicletas de Atalaia

.

De todos os discos nacionais lançados em 2013, a autointitulada estreia do Bicicletas de Atalaia talvez seja o que melhor condensa melodias dentro de um universo amplo de referências. Carregado de marcas típicas do pop, rock, samba e bossa nova, o debut se esquiva dos prováveis clichês de obras do gênero para amenizar versos e sons de uma forma naturalmente assertiva e facilmente assimilável pelo ouvinte. Exemplo claro dessa variabilidade de experiências que atravessam a obra do grupo paulistano está em O Verão e o Absurdo, canção escolhida para se transformar nas mãos de Rafael Marcelino. Gravado em diversos pontos de São Paulo, o trabalho vai do centro histórico às proximidades do Masp, sendo um bom exemplar para quem ainda desconhece a obra do quarteto.

.


Bicicletas de Atalaia – O Verão e o Absurdo