Billie Eilish: “Everything I Wanted”


De todos os trabalhos lançados no primeiro semestre, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019), estreia de Billie Eilish, segue como um dos mais interessantes. Com produção assinada por Finneas O’Connell, irmão da cantora, o registro alavancado pelo sucesso de Bad Guy conta ainda com músicas como Wish You Were Gay, All the Good Girls Go to Hell e toda uma sequência de músicas que fizeram da artista norte-americana um dos nomes mais comentados dos últimos meses. Um rico catálogo de faixas que conta agora com o complemento da recém-lançada Everything I Wanted.

Ponto de partida para o segundo álbum de Eilish, a canção utiliza de inquietações particulares da artista como um estímulo natural para a composição dos versos. “Eu tentei gritar / Mas minha cabeça estava debaixo d’água / Eles me chamaram de fraca / Como se eu não fosse apenas a filha de alguém“, canta enquanto batidas e sintetizadores minimalistas se revelam aos poucos, sem pressa, lembrando parte da atmosfera detalhada por Lorde durante a produção de Pure Heroine (2013). Um delicado exercício sentimental que reflete a completa entrega da artista até o último instante.


Billie Eilish – Everything I Wanted