Boogarins: “Corredor Polonês” (VÍDEO)

 

Não existem regras para a banda goiana Boogarins. Se por um lado o embrionário As Plantas Que Curam (2013) parecia se apropriar da obra de veteranos e novatos da música psicodélica, com a chegada de Manual ou Guia Livre de Dissolução dos Sonhos (2015), finalizado dois anos mais tarde, experimentos contidos e ambientações etéreas serviram de estímulo para a construção de uma fina identidade musical. Um som debochado, enérgico e torto na mesma proporção, como se o permanente exercício de descoberta fosse a base para o trabalho produzido pelo grupo.

Prova disso está nas composições do experimental Lá Vem a Morte (2017, OAR). Terceiro e mais recente álbum de inéditas do grupo formado por Fernando “Dinho” Almeida Filho (voz, guitarra), Benke Ferraz (guitarra e sintetizadores), Raphael Vaz Costa (baixo) e Ynaiã Benthroldo (bateria), o trabalho de apenas oito faixas e pouco menos de 30 minutos de duração mostra o esforço do quarteto em se reinventar mesmo em um resumido espaço de tempo. Um “longo EP / curto LP”, como a própria banda apontou no Facebook. Leia o texto completo.

Dirigido por Nei Caetano da Silva e Tom Yaniv, Corredor Polonês é o mais novo clipe do grupo goiano Boogarins. No vídeo que mostra o começo e o fim da vida na Terra, cores e criaturas disformes contam a história da evolução de forma psicodélica. A canção faz parte do mini-álbum Lá Vem a Morte, lançado há poucos meses.

 

Boogarins – Corredor Polonês