Boogarins: “Cuerdo” (VÍDEO)

Leve. Dois anos após o jogo de cores e exageros lisérgicos que marcam o inaugural As Plantas que Curam (2013), estreia do grupo goiano Boogarins, Dinho Almeida, Benke Ferraz e os parceiros Raphael Vaz e Ynaiã Benthroldo mergulham de cabeça no plano onírico para encorpar as canções do recém-lançado Manual (2015, StereoMono). Uma coleção de vozes delicadas e arranjos tingidos pela nostalgia da música psicodélica, mas que encontram no descompromisso sorridente da banda um poderoso traço de identidade.

Em um nítido distanciamento da herança deixada por veteranos (Os Mutantes, The Kinks) e novatos (Tame Impala, Foxygen) do rock psicodélico, cada faixa do presente disco reforça a capacidade do grupo brasileiro em brincar com a própria essência musical. Instantes, quebras e colagens descomplicadas em que o grupo passeia pelo minimalismo da bossa nova (Cuerdo), autoriza a explosão das guitarras (Avalanche) ou simplesmente colide fórmulas (Mario de Andrade / Selvagem) sempre em busca de um som não linear. Leia o texto completo.

Uma das canções mais delicadas do segundo álbum de estúdio da Boogarins, Cuerdo acaba de se transformar em clipe pelas lentes de Ricardo Spencer – diretor que já trabalhou com nomes como Pitty e Vanguart. Filmado com o auxílio de um drone, o vídeo mostra o corpo abandonado de um animal em decomposição, sendo comido por urubus.

Boogarins – Cuerdo

Veja também:


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend