Braids: “Deep Running”

Braids

.

O ambiente compacto escolhido pelo Braids para o segundo registro em estúdio da banda está longe de chegar ao fim. Lançado há poucos meses, Flourish // Perish (2013) não apenas deu continuidade aos arranjos mágicos propostos em Native Speaker (2011), como ainda ampliou o universo de possibilidades propostas pelo grupo canadense. Brincando com as mesmas experiências, a banda de Montreal entrega ao público a inocente Deep Running, canção que acabou de fora do álbum, mas que assume toda a boa forma do coletivo.

As vozes angelicais de Raphaelle Standell-Preston, sintetizadores e batidas moderadas, assim é o ambiente convidativo da recém-lançada criação. Com quase seis minutos, a faixa resgata os mesmos planos etéreos que apresentaram o grupo há poucos anos, o que não exclui o caráter “ensolarado” dos arranjos, referência que talvez explique a exclusão da música do repertório do último disco – um trabalho essencialmente sombrio.

.

Braids – Deep Running


One thought on “Braids: “Deep Running”

Comments are closed.