Bule: “Cabe Mais Ainda”

Foto: Bieco Garcia

Sintetizadores e melodias coloridas que parecem resgatados da década de 1980, vozes submersas e guitarras que sutilmente convidam o ouvinte a dançar. Assim é o trabalho da banda pernambucana Bule. Formado por Pedro Leão, Carlos Filizola, Bernardo Coimbra, Daniel Ribeiro e Kildare Nascimento, o quinteto de Recife lançou há poucas semanas o primeiro registro de inéditas da carreira, Cabe Mais Ainda (2018), obra que conta com a produção complementar de Benke Ferraz, da Boogarins.

Dividido entre instantes de profundo delírio e versos que parecem feitos para grudar na cabeça do ouvinte, o registro joga com a mesma psicodelia tropical e nostálgica de nomes como Neon Indian ou mesmo os gaúchos da Supervão. São músicas como a empoeirada Coro, com sua linha de baixo e guitarras pontuais, o pop abafado que ganha forma em Havia Tempo ou mesmo a reciclagem de ideias que marca a derradeira Aliás. Retalhos poéticos e instrumentais que sintetizam o trabalho da banda. 


Bule – Cabe Mais Ainda

Criador do Miojo Indie, trabalhou como coordenador de Mídias Sociais na Editora Abril, editor de entretenimento e cultura no Huffington Post e hoje é editor de conteúdo no Itaú. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil como presente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend