Category Archives: Clipes

Grimes: “Go” (ft. Blood Diamonds)

.

Se um dia Grimes oferecer uma música para você, não pense duas vezes: aceite. Originalmente composta para a cantora Rihanna, Go aparece agora dentro dos limites excêntricos e do estranho fascínio pop da artista canadense. Desenvolvida ao lado do conterrâneo e parceiro de longa data, Mike Tucker, o homem responsável pelo Blood Diamonds, a recém-lançada criação é ao mesmo tempo uma continuação do trabalho da artista em Visions, de 2012, e uma completa desarticulação de tudo o que Claire Boucher apresentou até agora.

Passagem para o novo registro solo da artista – previsto para estrear o segundo semestre -, Go é mais um exemplar assertivo da capacidade de Grimes em brincar com todos os clichês do Pop convencional. Na trilha da também excelente Chandelier, mais recente single da australiana Sia, a canção cresce segura, como um misto de R&B, Brostep – vai dizer que você não lembrou de Skrillex? – e toda a emanação etérea que acompanha a norte-americana desde que ela foi oficialmente apresentada em Geidi Primes (2010). A arte que acompanha o single é da própria Grimes.

Abaixo, o clipe da canção, trabalho dirigido por Claire e Mac Boucher.

.

Grimes – Go (ft. Blood Diamonds)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , ,

Pearls Negras: “Make It Last”

.

De todas as novidades da “música brasileira” em 2014, o trio carioca Pearls Negras talvez seja a mais importante e divertida. Formado por Alice Coelho, Mariana Alves e Jennifer Loiola, o grupo montado no Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro começou foi oficialmente apresentado em dezembro do último ano com a mixtape Biggie Apple. Entretanto, foi com a chegada do clipe de Pensando em Você que as garotas realmente chamaram a atenção do público.

Prontas para repetir o sucesso do mesmo vídeo, o trio apresenta agora o registro de Make it Least. Uma das canções mais versáteis do trabalho, a faixa ganha um visual cômico graças ao vídeo assinado pelo diretor Ian Pons Jewell. Com direito a um velório, imagens em VHS e, claro, algumas coreografias da garota, o clipe é uma verdadeira viagem aos anos 1990, reflexo do visual, roupas e até efeitos utilizados na transição das cenas.

.

Pearls Negras – Make It Last

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Banda do Mar: “Mais Ninguém”

.

No começo de agosto da Banda do Mar – projeto encabeçado por Marcelo Camelo, Mallu Magalhães e Fred Ferreira – entregou ao público os primeiros fragmentos do registro de estreia da parceria: Hey Nana e Mais Ninguém. Fração mais pop desse resultado, a segunda composição foi justamente a escolhida para se transformar no primeiro clipe do registro – já disponível para aquisição no iTunes.

Resumo coeso das melodias e vozes que preenchem a canção, o trabalho desenvolvido pela Controle Remoto Filmes chama atenção pelas “coreografias”. Além do dançarino Fezinho Patatyy, um dos nomes da Batalha do Passinho, o trio de músicos – e principalmente Marcelo Camelo – arrisca na dança. Quem é que não lembrou a segunda versão de O Vencedor, do Los Hermanos, com Bruno Medina revelando seu talento para além dos teclados.

.

Banda do Mar – Mais Ninguém

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

The War on Drugs: “Under The Pressure”

.

Do rico acervo de obras lançadas em 2014, Lost in the Dream parece ser a que mais evolui a cada nova audição. Extenso, o terceiro álbum do The War On Drugs é a presentação sublime de toda a maturidade do líder Adam Granduciel. Entre referências ao trabalho de R.E.M., Bruce Springsteen e Bob Dylan, o músico ainda reforça a natureza da própria obra, bem resumida nas melodias de Under The Pressure.

Ainda que embalada em quase nove minutos de solos e bases sutis, junto de Red Eyes a extensa criação parece refletir o lado mais comercial da obra. Não por acaso ela aparece agora como clipe, mantendo a duração original. Com direção de Houman, o vídeo usa de filtros, cores e cenários à beira da estrada para sustentar a viagem que inicia nos primeiros acordes da canção.

.

The War on Drugs – Under The Pressure

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , ,

Action Bronson: “Easy Rider”

.

Desde que abandonou temporariamente a cozinha para se lançar como rapper, com Dr. Lecter (2011), Action Bronson mantém firme a postura cômica e a constante produção. Debochado, o chef de cozinha lançou nos últimos três anos uma sequência de ótimas mixtapes – como Blue Chips (2012) e Rare Chandeliers (2012) -, toda uma variedade de singles, clipes e faixas em colaboração com outros artistas. Em 2014 não seria diferente.

Mesmo sem data de lançamento, Bronson deve aparecer nos próximos meses com o inédito Mr. Wonderful (2014). Apresentado pelo selo Vice, o disco acaba de ter sua primeira canção divulgada: Easy Rider. Produto típico do artista, a canção traduz em referências à cultura pop boa parte da inspiração do rapper, neste caso, o filme homônimo de 1969. Mais do que um estímulo para os versos, a película estrelada por Peter Fonda e Dennis Hopper ainda é a fonte do divertido clipe dirigido por Tom Gould.

.

Action Bronson – Easy Rider

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , ,

HAIM: “My Song 5″ (ft. A$AP Ferg, Ezra Koenig, Grimes, Kesha e Big Sean)

.

Para brincar com os clichês e fórmulas prontas dos programas de auditório, as garotas do Haim não economizaram esforços. Tema escolhido para clipe da nova versão de My Song 5, parceria com o rapper A$AP Ferg, o vídeo cresce como um verdadeiro acervo nostálgico. Em um cenário em que a comediante Vanessa Bayer é a apresentadora do fictício Dallas Murphy, dramas, casos de amor não resolvidos e performances musicais conquistam a atenção do “espectador”, além da própria plateia.

Como um programa dos anos 1990 salvo em fita VHS, o clipe vai além do visual e “quadros” cômicos, conquistando a atenção pelo número de participações especiais. Além da banda, Ezra Koenig (Vampire Weekend), Grimes, Kesha e Big Sean aparecem pelo vídeo, interpretando desde convidados do programa, até membros efusivos da plateia. Até bateu uma saudade da Márcia Goldschmidt.

.

HAIM – My Song 5 (ft. A$AP Ferg)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , ,

Captain Murphy: “The Birth of Captain Murphy”

.

Em meados de 2012, Steve Ellison conseguiu deixar muita gente intrigada com o Captain Murphy, misterioso projeto paralelo que inicialmente manteve oculta a identidade de seu realizador. Dois anos após o surgimento do projeto e às vésperas de apresentar um novo álbum com o Flying Lotus – You’re Dead! (2014), previsto para o dia seis de outubro -, Ellison brinca com a própria criação ao contar sua origem em The Birth of Captain Murphy.

Produzida para o Adult Swim norte-americano, a animação de apenas quatro minutos mostra um grupo de jovens discutindo a origem do curioso personagem. O projeto, uma parceria entre o músico e o diretor Lilfuchs, é parte de uma nova série / especial para o canal. Além do episódio de apresentação, novos capítulos devem surgir pelas próximas semanas. Esta não é a primeira vez que Ellison se envolve em um projeto do gênero. Paralelo aos trabalhos com o Flying Lotus, o produtor californiano já foi responsável por grande parte da trilha sonora de desenhos lançados pelo canal, além de outros trabalhos relacionados ao Cartoon Network.

.

Captain Murphy – The Birth of Captain Murphy

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Arcade Fire: “You Already Know”

.

Desde que apareceu com o clipe de Reflektor, em setembro do último ano, o cuidado tomou conta de cada registro visual do novo álbum do Arcade Fire. Foi assim com o vídeo repleto de simbolismos em Afterlife e também na parceria com o ator Andrew Garfield para o ainda recente clipe de We Exist, lançado há poucos meses. Entretanto, com a chegada do vídeo de You Already Know, o resultado é um pouco diferente.

Como uma série de imagens “caseiras” e aspectos que lembram muito as primeiras imagens de divulgação da banda canadense para o novo disco, o registro pela primeira vez afasta o grupo dos excessos. Além da câmera trêmula, quadros e esculturas tomam o lugar dos vocalistas, gerando um misto de curiosidade e perturbação. Aproveite e tire alguns minutos para ver nosso Cozinhando Discografias com toda a obra organizada do coletivo.

.

Arcade Fire – You Already Know

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , ,

The Black Keys: “Weight Of Love”

.

Depois de investir em uma sequência de discos comercialmente bem aceitos, melódicos e cravejados de hits, em Turn Blue (2014) a dupla The Black Keys desacelerou. Mesmo nascido de uma série de referências melancólicas que tomaram conta da vida do vocalista Dan Auerbach nos últimos anos – entre elas, a separação da ex-esposa Stephanie Gonis -, o trabalho ainda mantém os elementos que apresentaram o trabalho da banda, algo explícito na psicodélica (e triste) Weight Of Love.

Uma das primeiras criações a escapar do registro, a faixa conta agora com um atento clipe. Dirigido por Theo Wenner, o vídeo sustenta mais de sete minutos de imagens centradas em um grupo de mulheres. Uma espécie de comunidade reclusa e momentaneamente perturbada pelo “pastor” Auerbach. Atenção: contém peitinhos, logo, não veja no trabalho.

.

The Black Keys – Weight Of Love

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Röyksopp & Robyn: “Monument”

.

Do It Again pode até ser a faixa mais comercial e melhor representação da parceria entre Röyksopp e a cantora Robyn no EP homônimo lançado há poucos meses, entretanto, é no vídeo de Monument que o trio parece realmente interessado em investir. Com direção assinada por Max Vitali, o trabalho apresentado pelo The Creators Project vai além do vídeo em branco e preto apresentado há poucas semanas, refletindo toda a sutileza e o caráter místico que acompanha grande parte do crescimento do EP.

Orquestrado pelas batidas sutis, metais e sintetizadores que definem a música, o vídeo transporta Robyn e um grupo de atores para um ambiente de formas flutuantes, tão internas quanto espaciais. Jogos de luzes e formas que deixam a cantora (e o público) de cabeça para baixo sem necessariamente romper com a calmaria da obra. Para quem já estava encantado com as canções, o trabalho de Vitali chega como reforço.

.

Röyksopp & Robyn – Monument

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , ,