Empoderamento – Solange, Angel Olsen e ANOHNI –, o retorno de gigantes em diferentes campos da música – Radiohead, The Avalanches e A Tribe Called Quest –, experimentos – Nicolas Jaar e Bon Iver – e um explícito fortalecimento do Hip-Hop/Pop – Rihanna, Chance The Rapper e Frank Ocean. Em um ano em que a morte se transformou na matéria-prima para diferentes artistas – David Bowie, Leonard Cohen e Nick Cave –, não faltam registros marcados pela vivacidade dos elementos, ritmos e versos. Depois de resgatar os melhores clipes e capas lançadas nos últimos meses, além, claro, da nossa seleção de álbuns brasileiros, apresentamos nossa tradicional lista com os 50 Melhores Discos Internacionais de 2016.

[50 – 41] [40 – 31] [30 – 21] [20 – 11] [10 – 01]

Os Melhores Clipes | As Melhores Capas

Os 50 Melhores Discos Nacionais de 2016

Continue Reading "Os 50 Melhores Discos Internacionais de 2016"

Um ano para ser esquecido lembrado. Em meio a diversos acontecimentos que marcaram de forma trágica o cenário político, econômico e cultural brasileiro nos últimos meses, sobrevive na rica produção musical um considerável acervo de pequenos clássicos da recente fase da música popular brasileira. Uma coleção de acertos que passa pelo explícito amadurecimento do pop nacional – vide os trabalhos de Mahmundi, O Terno e Céu –, as diferentes tonalidades do rock – caso do “rock triste” de Belo Horizonte e o sempre colorido rock goiano –, além, claro, rico acervo de videoclipes brasileiros. Um imenso conjunto de ideias, sonoridades e conceitos em constante expansão. Nesta lista, um resumo particular dos principais trabalhos lançados entre janeiro e dezembro de 2016.

 

[50 – 41] [40 – 31] [30 – 21] [20 – 11] [10 – 01] 

Os Melhores Clipes | As Melhores Capas

Os 50 Melhores Discos Internacionais de 2016

Continue Reading "Os 50 Melhores Discos Nacionais de 2016"