Category Archives: Notícias

Brazilian Disco Club: “BDC Compilation Vol. 3”

00000bdcmiojoCréditos Imagem: Foto por Gui Moraes e edição por Fernando Simões

O Brazilian Disco Club, coletivo festeiro (velho conhecido da casa) que produz house e disco music, comemora seus três anos de vida em grande estilo, lançando sua terceira coletânea: “Brazilian Disco Club – Compilation Vol. 3”. A compilação conta com 20 artistas nacionais, de diversos estados e gêneros, além de um Frances, sempre com batidas 4×4. Os convidados Rico,  SeixlacK, ˆL_, Nascii, DeltaFoxx, Beerlover, Kruzader, Mind Movies, RafaHell, Danno, KATHERINA e Morr se juntam aos seis integrantes do coletivo: Rafael Hysper, Club Soda, Arcade Fighters, Palinoia, Real Deal e Kamei, além de uma faixa do produtor brasileiro Ledhead, em parceria com o Frances Play’Til, somando um total de 19 músicas.

O Brazilian Disco Club,ou BDC para os íntimos é um coletivo de DJs e produtores musicais formado em 2012 na cidade de São Paulo, que têm em comum a paixão pelo movimento french touch, iniciado em Paris nos anos 90, que deu origem a uma efervescente nova cena na house music, catapultando para o estrelato nomes como Daft Punk, Cassius, Air, Bob Sinclair, David Guetta, entre outros. Além disso, o coletivo comemora três anos, agora em setembro.

Para o lançamento do disco, a festa acontecerá no lounge do clube paulistano D-edge, local ícone da música eletrônica brasileira e um dos melhores e mais respeitáveis clubes do mundo. Será na próxima sexta-feira, dia 04 de setembro a partir das 23h59, com a apresentação dos DJs e produtores Club Soda, Hysper vs Palinoia e Arcade Fighters, além dos DJs da casa.

DOWNLOAD

Serviço:

Sexta-feira, 04 de setembro – FREAK CHIC Especial Brazilian Disco Club 3 Anos – 23h59

Line-up:
Pista:
Gui Scott
Felipe Sá
Rafael Moraes

Lounge:
Club Soda
Hysper vs Palinoia
Arcade Fighters

Preço:
Com lista:
R$ 40 entrada / R$ 80 consumação
Sem lista: R$ 60 entrada / R$ 120 consumação

Evento:
https://www.facebook.com/events/315081728616018/

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Tinashe: “Bet” e “Joyride” Trailer (VÍDEO)

.

“Inexperiência” é uma palavra que não se aplica ao trabalho de Tinashe. Mesmo que Aquarius(2014, RCA) seja vendido ao público como o primeiro disco da cantora, bastam os minutos iniciais da própria faixa-título para sentir a plenitude da obra. Álbum de estreia dentro de uma grande gravadora – a RCA -, o coeso arsenal de estúdio se divide entre o passado ainda recente da artista e um futuro em plena construção. Uma síntese declarada de cada faixa ou mixtape assinada individualmente na última meia década e, ao mesmo tempo, um princípio de renovação autoral.

Nascida no Zimbabwe, porém, criada em Los Angeles, Califórnia, Tinashe é uma figura ativa no meio artístico há bastante tempo. Atuando como modelo e atriz desde o começo da adolescência, em idos de 2000, a artista apaixonada por Michael Jackson e Christina Aguilera logo encontrou na música um refúgio natural. Em 2007, com o The Stunners, hoje extinto coletivo de Pop/R&B, a cantora deu os primeiros passos oficiais. Todavia, foi ao mergulhar em fase solo e investir em obras independentes que a relação com a música de fato amadureceu. Leia o texto completo.

Para fechar a “era” de Aquarius (2014), Tinashe lançou não apenas o clipe de Bet – e pequenos trechos de Feels Like Vegas -, como aproveitou para apresentar o trailer de Joyride. Segundo trabalho de estúdio da cantora pelo selo RCA, o álbum ainda sem data de lançamento deve ser entregue ao público até o final de 2015. Abaixo você encontra o novo clipe da cantora e psicodélico vídeo de apresentação da nova obra.

.

Tinashe – Bet

.

Tinashe – Joyride Trailer

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , ,

Thunderbitch: “Thunderbitch”

.

Brittany Howard não quer saber de descanso. Meses após o lançamento de Sound & Colour (2015), segundo e mais recente álbum do Alabama Shakes, a cantora, compositora e guitarrista norte-americana decidiu pegar o próprio público de surpresa para apresentar o primeiro álbum em carreira solo. Protegida pelo título de Thunderbitch, Howard parece seguir a trilha iniciada no principal projeto de estúdio, reforçando ainda mais a relação com o rock (clássico) dos anos 1960 e 1970.

São 10 composições inéditas que vão do Country ao Garage Rock em poucos segundos, reforçando a completa versatilidade da artista. Entre os destaques do novo disco, Eastside Party, faixa que deve deixar Jack White morrendo de inveja. As guitarras de Leather Jacket também merecem a atenção, servindo de passagem para todo o restante da obra. Por enquanto, todo o trabalho pode ser apreciado na íntegra no site do projeto. Abaixo, o vídeo de apresentação do Thunderbitch. Assista:

.

Thunderbitch – Thunderbitch

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Panda Bear: “Crosswords EP”

.

Como se não bastasse a produção de um dos melhores trabalhos do ano, Panda Bear Meets the Grim Reaper (2015), e a coletânea PBVSGR Remixes, Noah Lennox ainda reserva algumas novidades para o público que acompanha o Panda Bear. Em Crosswords EP (2015), mais novo lançamento do músico norte-americano, além da já conhecida faixa-título do projeto, Lennox reserva um bem-sucedido acervo com quatro composições inéditas.

Inspirado pela mesma proposta apresentada em Mr. Noah EP, de 2014, o novo projeto concentra algumas das faixas que acabaram ficando de fora da produção do último álbum de Lennox. Na lista, músicas como No Mans Land, Jabberwocky, Cosplay e The Preakness, essa última, composição que poderia facilmente ser encontrada no clássico Merriweather Post Pavilion (2009) do Animal Collective. O novo trabalho pode ser apreciado na íntegra pelo Spotify. Ouça:

.

Panda Bear – Crosswords EP

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Palinoia: “Shapeshifter”

000000000000palia3644957953_10

O projeto Palinoia nasceu em novembro de 2013, na cidade de Campinas. Victor Bueno, nome por trás da criação do sons, vem testando novas vertentes e criando produções que vão do disco house até future funky. Após o lançamento de alguns singles por selos internacionais como Bleu De Bleu Records (França) e um EP pela Horeazon (Suíça) ganhou notoriedade. Lançou seu primeiro álbum em 2014 pelo seu próprio selo Winter Club Records e foi distribuído pela gravadora americana Keats Collective.

Agora o rapaz prodígio do interior, mas que é revelação na Europa, acaba de lançar mais um trabalho, se trata do EP “Shapeshifter”. Feito para o selo americano Stratford Ct, o pequeno disco resume a trajetória do produtor e seus novos elementos, construindo músicas com uma nova pegada, são três faixas com muito groove, bem verão europeu, dançante e fervescente.

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , ,

SCRNS: “Lavender”

.

O selo nova-iorquino Cascine anda bastante movimentado nos últimos meses. Como se não bastasse a série de trabalhos lançados por artistas já experientes, “veteranos” dentro do selo, como Yumi Zouma, uma sequência de novos produtores e bandas tiveram o primeiro pontapé inicial com a assinatura do selo. Nomes como Holly Waxwing, TVÅ e o mais recente deles, o produtor norte-americano Max Petrek, responsável pelo projeto SCRNS e o recém-lançado single Lavander.

Distante da presente soma de artistas relacionados ao selo, Petrek parece assumir um caminho marcado pelo uso de temas sujos, muito mais voltados ao R&B do que à eletrônica e Balearic Beat. Melhor prova disso está nas três canções que abastecem o presente trabalho do produtor. Uma coleção de vozes e bases etéreas, mas que se aproximam muito mais da obra de artistas como Giraffage do que jj, Air France e outros nomes sempre encarados como referências para o selo.

.

SCRNS – Lavender

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Rico: “Ascender EP”

.

Ascender, esse é o nome do primeiro EP solo do produtor paulistano Rico. Ex-integrante do projeto de electropop Go Spaceship, o artista que nos últimos anos presenteou o público com três grandes peças da eletrônica nacional – caso de This Song, If You Got a Beat e Turn Around – sustenta no curto acervo de quatro composições inéditas a mesma sonoridade letárgica/tropical explorada desde os primeiros inventos autorais.

House Music, Balearic Beat ou Future Garage, não importa. Do momento em que tem início Drama, faixa que conta com vocais assumidos pela jovem Amanda Guarnieri, a atmosfera criada no interior do trabalho é própria dos trabalhos de Rico. Além da parceria com Guarnieri, as inéditas Transe, Puro Amor e Fim completam o registro. Com audição gratuita pelo Soundcloud, o registro pode ser baixado gratuitamente pelo site do produtor.  Ouça:

.

Rico – Ascender EP

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

FKA Twigs: “Figure 8”

.

FKA Twigs está de volta. Poucos meses após o lançamento de LP1 (2014), estreia da cantora britânica e um dos 50 melhores discos internacionais de 2015, Figure 8 marca a chegada do novo trabalho de inéditas da artista londrina. Trata-se de Melissa EP (2015), registro que conta com a presença do produtor BOOTS, mesmo responsável pelo último disco de Beyoncé, além, claro, da apresentação do alter-ego da artista, representada pelo nome que garante título ao projeto.

Em se tratando da sonoridade da nova faixa – apresentada durante o programa de Zane Lowe no Beats 1 Radio -, uma clara evolução em relação ao último disco. Ao mesmo tempo em que mantém firme a relação com o R&B/Trip-Hop dos anos 1990, vozes e arranjos aproximam o trabalho da cantora de um som ainda mais comercial, quase pop. A semelhança com os últimos discos de Beyoncé é inevitável, entretanto, Twigs em nenhum momento perde o controle da própria obra, esbanjando sensualidade e boa dose de estranheza em cada ato da canção.

.

FKA Twigs – Figure 8

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Mac DeMarco & Art Is Hard Records: “Some AIH Ones”

.

Inspirado, no começo de julho, Mac DeMarco apresentou ao público o álbum Some Other Ones (2015), uma coleção de faixas instrumentais gravadas de forma caseira e que, possivelmente, acabaram ficando de fora do novo trabalho do músico, o mini-LP Another One (2015). Motivado pelo trabalho do artista canadense, o selo britânico Art Is Hard Records lançou um desafio aos próprios integrantes do coletivo: que diferentes bandas completassem as canções de DeMarco, apresentando versos e vozes para as faixas.

O resultado se transformou no disco virtual Some AIH Ones (2015). Das nove composições lançadas pelo norte-americano, apenas Peters Pickles acabou ficando sem letra. No restante do trabalho, composições ocupadas por nomes como  Shunkan, FVC, Georgeous Bully e Nai Harvest, este último, talvez o responsável pela melhor “adaptação” do disco. Com download gratuito, o álbum também pode ser apreciado na íntegra logo abaixo.

.

Mac DeMarco & Art Is Hard Records – Some AIH Ones

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , , ,

Erykah Badu: “FEEL BETTER, WORLD!” Mixtape

.

Quer entender melhor a essência musical de Erykah Badu? Então deixe que a própria cantora se apresente. Em um passeio atento por diferentes décadas e estilos como Jazz, Soul, Hip-Hop e R&B, a cantora e compositora norte-americana apresenta ao público a mixtape FEEL BETTER, WORLD! (2015). Trata-se de uma extensa coleção de clássicos da música negra, como um aquecimento para o sexto registro de inéditas da artista, sucessor do elogiado New Amerykah Part Two (2010), porém, ainda sem data de estreia prevista.

No catálogo de obras da nova mixtape, 18 composições que dialogam com a própria carreira musical de Badu. Faixas como When There Is No Sun do jazzista Sun Ra, Brazillian Rhyme do grupo Earth, Wind & Fire e Love In Need Of Love do cantor Stevie Wonder. Pouco mais de uma hora de duração em que diferentes traços da discografia de Badu são resumidos pelas vozes, rimas e arranjos de outros artistas. Erykah Badu integra nossa lista de 12 discos para entender o R&B dos anos 1990 com o álbum Baduizm (1997).

.

FEEL BETTER, WORLD! … LOVE, MS.BADU by Erykah She Ill Badu on Mixcloud

 

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , , , ,