Category Archives: Singles

Cymbals Eat Guitars: “Wish”

.

Com o lançamento do melódico Lose, em 2014, ficou claro o interesse do Cymbals Eat Guitarrs pela produção de um som cada vez mais acessível, talvez pop. Curioso encontrar na recém-lançada Wish um completo oposto do material apresentado ao público há dois anos. Da voz descontrolada (e suja) de Joseph D’Agostino, passando pelo uso de saxofones e sintetizadores pouco usuais dentro da discografia da banda, todos os elementos se orientam de forma torta, apontando a direção seguida em Pretty Years (2016), novo álbum de inéditas do quarteto.

Inspirado por diferentes cenas dos anos 1970 e 1980, além de obras específicas produzidas por nomes como The Cure, The Smiths, Bruce Springsteen, Neil Young e principalmente David Bowie, Pretty Years concentra grande parte das referências que abasteceram o trabalho da banda. John Congleton, produtor que já trabalhou com nomes como St. Vincent, Modest Mouse, Franz Ferdinand e Swans é quem assina a produção do trabalho.

Pretty Years (2016) será lançado no dia 02/10 pelo selo Sinderlyn.

.

Cymbals Eat Guitars – Wish

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

NAO: “Girlfriend”

.

Responsável por algumas das composições mais poderosas, sensíveis e românticas apresentadas nos últimos meses, a cantora e produtora NAO anuncia a chegada do primeiro álbum de inéditas. Intitulado For All We Know (2016), o sucessor do ótimo February 15 EP, de 2015, conta com 18 composições – como Bad Blood e Fool To Love –, além de uma sequência de colaborações com produtores britânicos – caso de A. K. Paul e da dupla Abhi Dijon.

Mais recente composição inédita de NAO, Girlfriend mostra a importância da voz forte da artista dentro de uma “simples” canção de amor. Uma base essencialmente tímida, atmosférica, mas que se dobra para atender as pequenas explosões vocais da artista, sedutora e melancólica até o último instante da música. Há poucos dias, a cantora apresentou ao público o clipe de Fool To Love, outro assertivo registro visual relacionado ao novo disco.

For All We Know (2016) será lançado no dia 22/07 pelo selo Little Tokyo/RCA.

.

NAO – Girlfriend

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Classixx: “Safe Inside” (Ft. Passion Pit)

.

O que acontece quando você mistura as batidas e sintetizadores quentes da dupla Classixx com a voz característica de Michael Angelakos? A resposta está em Safe Inside. Mais recente composição do projeto comandado pelos produtores Michael David e Tyler Blake, a faixa de versos marcados pelos sentimentos mostra a busca dos californianos por um som cada vez mais acessível, pop, proposta reforçada desde o lançamento de Just Let Go (com How To Dress Well) e Whatever I Want (ao lado do rapper T-Pain).

Em Safe Inside, a proposta da dupla californiana está em replicar todos os elementos produzidos por Angelakos no Passion Pit, porém, dentro dos limites e ambientações típicas do Classixx. Uma espécie de remix do mesmo material apresentado pelo músico de New Jersey nos últimos cinco anos. Do coro de vozes ao uso delicado dos sintetizadores, uma das composições mais delicadas do projeto e uma espécie de fuga do material apresentado em 2013 com Hanging Gardens.

Faraway Reach (2016) será lançado no dia 03/06.

.

Classixx – Safe Inside (Ft. Passion Pit)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

YG: “Why You Always Hatin?” (Ft. Drake, Kamaiyah)

.

Responsável por um dos melhores discos de rap lançados em 2014 – My Krazy Life –, o californiano YG anuncia para o mês de junho a chegada de um novo registro de inéditas. Intitulado Still Crazy, o registro parece seguir a trilha deixada pelo rapper há dois anos, sonoridade evidente em músicas como Twist My Fingaz e I Wanna Benz, apresentadas ao público nos últimos meses, mas que se reforça com o lançamento da inédita Why You Always Hatin?.

Típica criação de YG, a faixa marcada pelo uso de rimas colaborativas se abre para a chegada de dois colaboradores. De um lado, o canadense Drake, parceiro na ótima Who Do You Love?, do álbum apresentado há dois anos. No outros, o misto de rima e canto da novata Kamaiyah, artista que caminha em um terreno musicalmente próximo do material entregue ao público na mixtape A Good Night In The Ghetto (2016).

.

YG – Why You Always Hatin? (Ft. Drake, Kamaiyah)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

Clams Casino: “Blast”

.

FKA Twigs, Lana del Rey, A$ap Rocky, The Weeknd e Danny Brown, esses são alguns dos artistas com quem Michael Volpe, vulgo Clams Casino, trabalhou nos últimos anos. São produções, remixes ou simples adaptações dos trabalhos de diferentes nomes do Hip-Hop/Pop recente. Trabalhos normalmente resumidos dentro da série Instrumentals – apresentada ao público entre 2011 e 2013. Mas e os inventos de Volpe em carreira solo, quando serão apresentados?

A resposta chega com o anúncio do esperado 32 Levels (2016), primeiro álbum oficial do produtor de New Jersey desde o excelente EP Rainforest, lançado em 2011. Escolhida para anunciar o trabalho, a psicodélica Blast dança em um mundo de fórmulas abstratas, vozes recortadas de diferentes composições, ruídos e sintetizadores típicos do trabalho de Clams Casino. Junto do clipe produzido por David Wexler, a passagem direta para um universo completamente mágico, misterioso e repleto de detalhes.

32 Levels (2016) será lançado no dia 15/07 pelo selo Columbia Records.

.

Clams Casino – Blast

 

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

Laure Briard: “Toi et Moi” (VÍDEO)

.

Versos em francês divididos entre o amor e a melancolia, batidas, vozes e arranjos sempre contidos, deliciosamente sedutores. Quem conheceu o trabalho de Laure Briard em Révélation, álbum apresentado em 2015, sabe do caráter nostálgico que move o trabalho da cantora e compositora de Toulouse. Um passeio delicado pela música francesa dos anos 1960/1970, preferência que volta a se repetir no novo registro de inéditas da jovem artista: Sur la Piste de Danse (2016).

Canção escolhida por Briard para anunciar o novo disco, Toi et Moi segue um ritmo ainda mais lento em relação aos últimos lançamentos da cantora. Pianos e guitarras que funcionam como um delicado pano de fundo para a voz da artista francesa. Junto da canção, curtinha, apaixonada, o clipe assumido por Michelle Blades, trabalho que foca no isolamento da cantora.

Sur la Piste de Danse (2016) será lançado no dia 24/06 pelo selo Midnight Special.

.

Laure Briard – Toi et Moi

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

William Tyler: “Sunken Garden”

.

Os detalhes estão por todas as partes dentro do novo álbum de William Tyler, Modern Country (2016). Das melodias psicodélicas de Gone Clear, canção escolhida para anunciar o registro, passando pela acústica Kingdom of Jones, composição que mais se aproxima dos primeiros trabalhos do instrumentista, faixa após faixa, Tyler brinca com a colisão de pequenas fórmulas instrumentais e nuances que transportam a mente do ouvinte em poucos segundos.

Prova disso está na ensolarada Sunken Garden. Muito além das guitarras e violões que sempre acompanharam o músico norte-americano, a canção de apenas quatro minutos se aconchega em meio a batidas tímidas, sintetizadores e toda uma colcha de retalhos instrumentais que se espalham ao fundo da composição. Uma base essencialmente delicada, efeito da colaboração entre Tyler e seus parceiros de estúdio – entre eles Glenn Kotche, baterista do Wilco.

Modern Country (2016) será lançado no dia 03/06 pelo selo Merge.

.

William Tyler – Sunken Garden

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

SZA: “twoAM”

.

Depois de um longo período de colaborações em diferentes projetos, SZA está de volta. Enquanto prepara o sucessor de Z (2014), primeiro álbum de inéditas, a cantora e produtora norte-americana decidiu presentear o público com a inédita twoAM. Trata-se de uma reinterpretação do material produzido pela dupla PARTYNEXTDOOR e Drake na faixa Come and See Me – composição também reformulada por Erykah Badu há poucos dias.

Próxima do material apresentado pela cantora em outros projetos, a canção de versos angustiados mergulha em uma sequência de vozes e batidas tímidas, dando total destaque à voz de SZA. Principal representante feminina do selo Top Dawg Entertainment – casa de Kendrick Lamar e SchoolBoy Q –, a cantora foi convidada há poucos meses a inaugurar o novo álbum de estúdio de Rihanna, Anti (2016), emprestando os vocais para a ótima Consideration.

.

SZA – twoAM

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , ,

Miles Davis & Robert Glasper: “Maiysha (So Long)” [ft. Erykah Badu]

.

Stevie Wonder, KING, Hiatus Kaiyote, o rapper Bilal e Phonte estão entre os artistas que integram a coletânea Everything’s Beautiful (2016), uma homenagem ao jazzista Miles Davis. Orquestrado pelo pianista e produtor Robert Glasper, o trabalho deve (re)visitar aspectos curiosos da discografia de Davis, morto em setembro de 1991. Apresentado há poucas meses, durante o lançamento da nova versão de Ghetto Walkin’, o registro acaba de ter mais uma de suas canções apresentadas ao público.

Trata-se da delicada Maiysha (So Long), uma parceria entre Glasper e a cantora Erykah Badu. Íntima dos trabalhos da artista, a composição se espalha durante aproximadamente oito minutos, detalhando sofisticados instrumentos de sopro, pianos e batidas íntimas que se projetam de forma a revelar um som tão íntimo da bossa nova quanto de clássicos da Soul Music. Uma curiosa e bem-sucedida interpretação da obra de Davis.

Everything’s Beautiful (2016) será lançado no dia 27/05.

.

Miles Davis & Robert Glasper – Maiysha (So Long) [ft. Erykah Badu]

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , ,

BADBADNOTGOOD: “Time Moves Slow” (Ft. Sam Herring)

.

De um lado, a ambientação jazzística e o uso controlado de experimentos, marca do trabalho produzido pelo quarteto canadense BADBADNOTGOOD. No outro oposto, a voz característica, por vezes dramática de Sam Herring, vocalista do Future Islands e um dos interpretes mais fortes da atual cena alternativa dos Estados Unidos. Em Time Moves Slow, um assertivo encontro entre esses cinco artistas e a ponte para o novo registro de inéditas do BBNG.

Intitulado IV, o sucessor do colaborativo Sour Soul (2015), trabalho lançado em parceria com o rapper Ghostface Killah, mostra um explícito amadurecimento em relação aos últimos projetos do quarteto. A busca por um som cada vez mais voltado aos anos 1960/1970, conceito que se reforça na voz forte de Herring, uma espécie de crooner, sempre melancólico, responsável pela temática sensível que se desenvolve no interior da presente faixa.

IV (2016) será lançado no dia 08/07 pelo selo Innovative Leisure.

.

BADBADNOTGOOD – Time Moves Slow (Feat. Sam Herring)

 

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,