Category Archives: Singles

Russo Passapusso: “Paraíso da Miragem”

.

Em meados de maio, quando Russo Passapusso apresentou as primeiras canções em carreira solo – Flor De Plástico e Paraquedas -, grande parte experiências reservadas ao então inédito Paraíso da Miragem (2014) pareciam prontamente anunciadas ao ouvinte. Ledo engano. Bastam alguns segundos no interior do trabalho para perceber quão amplo é o universo que passa a ser explorado pelo cantor – até então, mais conhecido pelo trabalho com o Baiana System.

Disponível para download gratuito no próprio site de Passapusso, o registro de 12 faixas é um verdadeiro agregado de sons, referências, versos e colaboradores. Com Curumin, Zé Nigro e Lucas Martins na produção, o trabalho carrega ainda a presença de BNegão, Anelis Assumpção, Marcelo Jeneci e Edgard Scandurra, responsáveis pelas rimas, vozes e sons que recheiam a obra. Abaixo é possível ouvir Anjo e Relógio, algumas das canções presentes no álbum. Acima, a capa do disco.

.

Russo Passapusso – Relógio

.

Russo Passapusso – Anjo

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , , ,

QT: “Hey QT”

.

A estrutura sempre inexata do trabalho de SOPHIE parece feita para perturbar os sentidos do ouvinte. Desde que foi “apresentado” no single BIPP, o produtor inglês assume em cada nova criação um espaço de desconstrução para o pop tradicional. Em constante produção – há poucos dias foi apresentado o single Lemonade / Hard – Sophie aparece agora ao lado do também estranho A. G. Cook – autor da ótima Beautiful – para apresentar mais um novo projeto e, consequentemente, uma nova música: QT.

Apresentado pelo selo XL – de FKA Twigs, Adele e SBTRKT -, a canção intitulada Hey QT é um resumo acessível de tudo aquilo que os dois produtores vem desenvolvendo há tempos. Ainda que encaixada no mesmo universo do selo PC Music e outros projetos locais, a canção usa do maior recheio instrumental como uma forma de distanciamento, sendo o trabalho mais “comercial” da dupla até o momento.

.

QT – Hey QT

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Giancarlo Rufatto: “Cancioneiro”

.

Desde que apresentou ao público o álbum Machismo, em 2010, que Giancarlo Rufatto continua a expandir a atmosfera romântica/brega do próprio trabalho. Matéria-prima para o exercício expandido no single Alfredo / Enseada, ou mesmo dentro do álbum de versões lançado há pouco tempo, a mesma estrutura serve de base para o novo projeto solo do músico curitibano: Cancioneiro (2014).

Detalhado pela mesma composição Lo-Fi dos registros passados, o novo álbum concentra dez faixas marcadas pela melancolia e o jogo confessional dos versos, premissa para o exercício triste que começa na já conhecida Enseada e estaciona somente na densa Gospel. Disponível para audição gratuita logo abaixo, na página do cantor é possível folhear o encarte do novo disco, ou mesmo baixar os antigos projetos de Rufatto.

.

Giancarlo Rufatto – Cancioneiro

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Merely: “Princess Hervor”

.

A sonoridade mágica da cantora Merely parece longe de se limitar ao exercício doce detalhado em Forever. Último lançamento da artista, a canção etéreo-eletrônica acaba de ter os mesmos elementos replicados no interior de Princess Hervor, mais novo invento inédito da sueca. Pouco mais de três minutos em que sintetizadores atmosféricos, batidas controladas e samples à la jj ecoam delicadamente por todas as partes, seduzindo o ouvinte.

Com lançamento pelo selo Sincerely Yours - Ceo e jj -, a canção desacelera em relação aos últimos inventos da cantora, antecipando parte da sonoridade reservada para Nirvana (2014), registro de estreia reservado para o dia três de setembro. Quem se interessou pela sonoridade de Merely pode buscar por outras músicas no soundcloud do selo, ou acompanhar o trabalho da artista no próprio Facebook.

.

Merely – Princess Hervor

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , ,

How To Dress Well: “So Easy For Pleasure”

.

Como Let U Know, faixa lançada há poucas semanas, conseguiu identificar, o material desenvolvido por Tom Krell para o novo álbum do How To Dress Well está longe de ser resumido ao conteúdo da obra. Também deixada de fora de “What Is This Heart?” (2014), So Easy For Pleasure resume em pouco menos de três minutos grande parte da estrutura musical e melancolia que recheia o interior da obra.

Movida por arranjos acústicos, pianos tímidos, além dos tradicionais falsetes de Krell, a composição segue a trilha dolorosa de todo o restante da obra, sendo um exemplar seguro da presente fase do cantor. Lembrando e muito o trabalho do The Antlers no também recente Familiars (2014), a faixa será oficialmente lançada na versão deluxe do novo álbum do How To Dress Well, condensando ainda algumas das canções que acabaram de fora da edição original do registro.

.

How To Dress Well – So Easy For Pleasure

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Only Real: “Pass The Pain”

.

A mistura de versos ora cantados, ora rimados, arranjos veranis, além do delicioso apelo pop das canções garantiram ao britânico Niall Gavin um lugar de destaque com o Only Real. Um dos projetos mais interessantes da atual cena inglesa, a banda responsável pelos hits Get It On e Cadillac Girlconfirma a natureza assertiva dos próprios inventos e melodias com a chegada do single Pass The Pain.

Tão envolvente quanto qualquer um dos últimos lançamentos de Gavin, a nova faixa reforça o uso das rimas ao mesmo tempo em que o Surf Rock do single de estreia ecoa renovado. São pouco mais de três minutos em que vocalizações brandas e acordes psicodélicadas resumem parte da estrutura lançada pelo músico – uma espécie de versão “pop” do conterrâneo King Krule. Ainda que apresentada de forma individual, a nova música é parte do primeiro registro de estúdio do Only Real, a ser lançado ainda em 2014.

.

Only Real – Pass The Pain

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

Tinashe: “Pretend” (Feat. A$AP Rocky)

.

Depois de três mixtapes – incluindo a ótima Black Water (2013) -, Tinashe reserva para o dia sete de outubro a chegada do primeiro registro oficial da carreira. Intitulado Aquarius (2014), o álbum de 18 faixas apresentado por 2 On – parceria com Schoolboy Q e DJ Mustard – segue com naturalidade a estrutura lançada pela cantora durante os primeiros registros, efeito comprovado na estreia de Pretend, colaboração com o rapper A$AP Rocky e uma das representações do lado mais pop do novo disco.

Tomada pela voz pueril de Tinashe, a canção é uma típica manifestação do som lançado pela cantora/rapper, conduzindo o ouvinte por entre versos e bases puramente românticas. Na trilha de outros inventos recentes do R&B e, ao mesmo tempo, íntima das melodias exaltadas por Rihanna e outros nomes do pop estadunidense, a canção é o motivo que faltava para ser completamente seduzido pelo debut, agendado para o dia sete de outubro pelo selo RCA.

.

Tinashe – Pretend (Feat. A$AP Rocky)

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , , , , ,

Ellie Herring: “Gem Landing”

.

Você já teve a sensação de que conseguiria passar dias ouvindo uma mesma música? Horas e mais horas dentro de uma mesma faixa sem que isso cause algum desconforto? Se a resposta for “não”, Gem Landing talvez seja capaz de despertar esse sentimento. Trabalho recente da produtora norte-americana Ellie Herring, a música escapa com leveza de um possível gênero ou cena específica, picotando referências ao longo de toda sua extensão.

Tão próxima do Cloud Rap de Clams Casino e Ryan Hemsworth, como da Ambient Music dos anos 1990, Herring encontra o próprio caminho ao explorar com sutileza diversos aspectos da música pop. Ainda que doce, a faixa causa “desconforto” ao se esquivar de uma possível letra. Durante todo o percurso a Herring instiga, brinca e até entrega pistas de que uma voz está por vir, finalizando a música em específico ato instrumental.

.

Ellie Herring – Gem Landing

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,

King Tuff: “Black Moon Spell”

.

Preparem os ouvidos: King Tuff está de volta. Ainda instalado no ambiente festivo do último álbum de estúdio, lançado em 2012, Kyle Thomas afina as guitarras para anunciar um novo disco: Black Moon Spell (2014). Com lançamento pelo selo Sub Pop, o trabalho reservado para 23 de novembro é mais do que uma sequência do antecessor. Como as guitarras e vozes pegajosas do single homônimobem resumem, Thomas quer seduzir o grande público.

Capaz de grudar nos ouvidos logo na primeira audição, o hit-chiclete carrega nas melodias o principal ingrediente e acerto do compositor. Uma soma de acordes rápidos, sujos e dançantes, mas que em nenhum momento se distanciam da proposta inicial da banda. Pisando no mesmo território de Jack White em Blunderbuss (2012), Thomas desenvolve um som totalmente acessível, difícil de ser ignorado.

.

King Tuff – Black Moon Spell

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
Tagged , , , , , ,