Charme Chulo: É Que Às Vezes (Melhor É Morar na Fazenda) [VÍDEO]

O som da viola caipira, personagens e paisagens bucólicas, um olhar detalhista (e cômico) sobre a vida no campo. Do universo temático que apresentou a banda curitibana Charme Chulo em 2007, pouco parece ter sobrevivido. Dentro de Crucificados Pelo Sistema Bruto (2014, Independente), terceiro álbum de estúdio do grupo paranaense, apenas solos de guitarra, correria, estrada e paisagens urbanas vistas da janela de um caminhão. Um espaço cinza, distante do mágico panorama esverdeado dos primeiros registros, mas que clama pelo “êxodo urbano”, vide a declarada É Que Às Vezes (Melhor É Morar na Fazenda).

Em um exercício nostálgico e atual, Igor Filus (voz), Leandro Delmonico (guitarra, viola caipira, vocais), Hudson Antunes (baixo) e Douglas Vicente (bateria) fazem do presente disco uma adaptação urbana (não intencional) de tudo aquilo que a banda trouxe como marca nos primeiros álbuns. Os filmes de Mazzaropi, o pós-punk de grupos como The Smiths e até mesmo o contraste entre o romantismo, de Chitãozinho & Xororó, com o punk rock, do Ratos de Porão – o próprio nome do disco é uma brincadeira com os clássicos Crucificados Pelo Sistema (1984), da banda paulistana e Sistema Bruto da dupla sertaneja. Leia o texto completo.

Uma das principais canções do duplo Crucificados Pelo Sistema Bruto – 41º lugar na nossa lista dos 50 Melhores Discos Nacionais de 2014 –, É Que Às Vezes (Melhor É Morar na Fazenda) foi a canção escolhida para se transformar no mais novo clipe da Charme Chulo. Centrado no próprio título da música, o vídeo dirigido por Arnaldo Belotto mostra o conflito entre o vida urbana e a relação com o campo por meio do sorriso, sonhos e interações do protagonista Charles Roberto Urbano.

Charme Chulo – É Que Às Vezes (Melhor É Morar na Fazenda)