"Vazio Tropical"

Ano: 2013
Selo: Independente
Gênero: Indie, Samba, MPB
Para quem gosta de: Marcelo Camelo, Momo e Cícero
Ouça: Cidade Grande e Flores do Bem
Nota: 9.0

Crítica | Wado: “Vazio Tropical”

Wado havia atravessado a década de 2000 em uma sequência de obras marcadas pelo criativo cruzamento de ideias, ritmos periféricos e referências extraídas dos mais variados campos da música. Discos como Terceiro Mundo Festivo (2008) e Atlântico Negro (2009) que não apenas serviram para apresentar o trabalho do cantor a uma parcela maior do público, como contribuíram para estreitar a relação do artista com diferentes nomes da nossa música, estímulo para o colaborativo Samba 808 (2011). Entretanto, mesmo nesse universo de pequenos acertos, poucos registros apresentados pelo compositor catarinense foram capazes de concentrar tamanho acerto e profunda entrega emocional quanto Vazio Tropical (2013).

Com produção assinada por Marcelo Camelo, com quem Wado havia trabalhado no álbum anterior, o disco de 11 faixas preserva a essência dos registros que o antecedem, vide o lirismo político de Cidade Grande e Carne, porém, se permite avançar criativamente. São sussurros poéticos tratados de forma sempre intimista, tocante, estímulo para a composição de faixas como Flores do Bem, encontro com Momo, ou a agridoce Zelo, delicada colaboração com o cantor e compositor carioca Cícero. Memórias e experiências sentimentais que se completam pela inserção de uma fina base instrumental, sempre guiada pela economia dos arranjos e temas acústicos que vão do romantismo bucólico ao curioso olhar para a bossa nova.



Este texto faz parte da nossa lista com Os 100 Melhores Discos Brasileiros dos Anos 2010 que será publicada ao longo das próximas semanas. São revisões mais curtas ou críticas reescritas de alguns dos trabalhos apresentados ao público na última década. Leia a publicação original.


Deixe uma resposta