Cullen Omori: “Synthetic Romance”

.

Ex-integrante do Smith Westerns, Cullen Omori segue com a divulgação do primeiro álbum em carreira solo: New Misery (2016). Depois de apresentar o registro com a inédita Cinnamon, logo na primeira semana de janeiro, e dar sequência ao trabalho com Sour Silk, chega a vez do cantor e compositor norte-americano brincar com novas possibilidades, marca da recém-lançada Synthetic Romance, mais recente criação de Omori.

Partindo da mesma base incorporada no último trabalho do músico, a canção delineada por coros de vozes, guitarras e sintetizadores abafados cresce lentamente, mergulhando em uma sonoridade típica dos trabalhos produzidos por Danger Mouse nos últimos cinco anos. Nos versos, o mesmo romantismo jovial explorado por Omori desde a boa fase com o Smith Westerns e obras como Dye It Blonde (2011) e Soft Will (2013).

New Misery (2016) será lançado no dia 18/04 pelo selo Sub Pop.

.

Cullen Omori – Synthetic Romance

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.