Disco: “新しい日の誕生”, 2 8 1 4

Categories Melhores Discos, Resenhas

2 8 1 4
Vaporwave/Ambient/Experimental
http://hkedream.bandcamp.com/

 

No oceano de referências nostálgicas, estética irônica e sons reciclados que caracterizam a Vaporwave, 新しい日の誕生 (2015, Dream Catalogue) talvez seja um principais ponto de apoio e renovação para o estilo. Fruto da parceria entre t e l e p a t h テレパシー能力者 e o produtor britânico Hong Kong Express, o registro de oito faixas utiliza da lenta sobreposição de batidas, ruídos e bases eletrônicas como o estímulo para a rica tapeçaria de sons atmosféricos que conduzem o ouvinte pelo interior do trabalho.

Segundo registro do 2 8 1 4 lançado pelo Dream Catalogue – selo comandado por HKE e um dos principais expositores do gênero -, 新しい日の誕生 – algo como “o nascimento de um novo dia”, em português -, em nenhum momento parece ultrapassar um específico cercado instrumental apontado pela dupla. São sintetizadores, acordes diminutos de guitarras, batidas e até samples de chuva ou diálogos abafados que se encaixam lentamente. Não fosse pelo fade out ao final de cada canção, seria fácil encarar o disco como um imenso bloco de sons enevoados, parte de uma mesma faixa.

Talvez venha daí o estranho fascínio que álbum exerce sobre o ouvinte. Do momento em que 恢复 tem início, passando por composições extensas, como 悲哀 e テレパシー, até a chegada de 新しい日の誕生, faixa de encerramento do disco, todos os elementos se encaixam de forma a capturar o público. Uma coleção de temas brandos que se movimentam com extrema delicadeza, cercando e confortando o ouvinte antes mesmo que os primeiros 15 minutos do trabalho tenham se passado.

Longe de parecer um registro original, 新しい日の誕生 dialoga de forma criativa com uma variedade de obras – antigas e recentes – da música eletrônica. Enquanto faixas como 恢复 e 遠くの愛好家 parecem flutuar no mesmo campo etéreo de Selected Ambient Works Volume II (1994), segundo álbum de estúdio do irlandês Aphex Twin, sintetizadores cósmicos e até mesmo o uso pontual da voz como instrumento aos poucos aproximam o presente álbum dos discos registros produzidos pela dupla Boards of Canada.

De fato, a herança deixada pelo duo escocês parece sentida a todo o momento em 新しい日の誕生. Longos (e sempre climáticos) solos de guitarras que se projetam ao fundo da batidas. Bases harmoniosas de sintetizadores e até o uso atmosférico de samples. O mesmo catálogo de referências exploradas em clássicos como Music Has the Right to Children (1998) e Geogaddi (2002), mas que desaceleram, assumem novo formato e parecem dissolvidas de forma a atender as exigências da dupla 2 8 1 4.

Em diferentes entrevistas, HKE reforçou a importância de outros gêneros – como o Jazz Fusion – e mídias – caso da literatura Cyberpunk ou o cinema de Wong Kar-Wai – como componentes importantes para a construção do disco. Difícil olhar a capa do disco e não lembrar do cenário chuvoso de Blade Runner (1982). Uma coleção de temas e referências que escapam com naturalidade do campo da música, fazendo de 新しい日の誕生 uma obra que merece ser explorada pelo ouvinte.

 

新しい日の誕生 (2015, Dream Catalogue)

Nota: 8.5
Para quem gosta de: Hong Kong Express, Aphex Twin e Boards of Canada
Ouça: 悲哀, 恢复 e 新宿ゴールデン街

Veja também:

Criador do Miojo Indie, trabalhou como coordenador de Mídias Sociais na Editora Abril, editor de entretenimento e cultura no Huffington Post e hoje é editor de conteúdo no Itaú. Apaixonado por GIFs de gatinhos, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil como presente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *