""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “A Very She and Him Christmas”, She & Him

She & Him
Indie Pop/Folk/Female Vocalists
http://www.sheandhim.com/

 

Por: Fernanda Blammer

Embora não seja uma tradição no sempre caloroso – para não dizer insuportável – natal tupiniquim, álbuns natalinos são uma antiga tradição em solo norte-americano, que anualmente despeja no mercado musical uma série de discos, EPs ou singelos singles voltados à temática. Entre registros memoráveis como os apresentados por Sufjan Stevens e Bob Dylan, quem aparece agora se acomodando nas deliciosas (e melancólicas) sensações natalinas é a dupla She & Him, que sem pensar em férias – o último trabalho do duo foi lançado em março de 2010 – nos preparam para os festejos de fim de ano com 12 suaves composições.

Escolhidas a dedo, a dúzia de canções – que há anos permeiam os festejos dos estadunidenses – surgem dentro de um composto de sons típicos dos elaborados pela dupla de Portland. Unindo doses policromáticas de rock clássico, folk e doces melodias pop, o casal nos arrasta para uma espécie de continuação do que seus dois primeiros álbuns, proporcionando uma sequência de detalhadas exaltações vocais da bela Zooey Deschanel, acompanhada (obviamente) da funcional instrumentação de M. Ward.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=FVaFoAIVzok]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=4fPyQQ6HgG8]

Acolhedor em sua quase totalidade, o registro vai aos poucos revelando faixas como Sleigh Ride e Silver Bells, que em geral acabam delimitadas por uma sonoridade simplista e livre de quaisquer exageros. Quando distantes de elementos percussivos, a dupla acaba alcançando seu melhor desempenho, proporcionando um tipo de som suavizado e relacionado de forma concisa com a temática do disco.

Por mais que a proposta da dupla seja a de se concentrar apenas em cima de versões para clássicos natalinos – muitos deles completamente desconhecidos por aqui -, não seria ruim se uma ou duas composições inéditas acabassem pintando no decorrer do álbum. A excessiva similaridade nas letras das composições acaba por reproduzir um trabalho pouco aproveitado, que talvez só seja realmente compreendido quando dezembro e todas as sensações natalinas comecem a se desenrolar.

 

A Very She and Him Christmas (2011, Merge)

 

Nota: 6.0
Para quem gosta de: Jenny Lewis, M. Ward e Kate Nash
Ouça: Silver Bells