""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Be Strong”, The 2 Bears

The 2 Bears
British/Electronic/Dance
http://www.the2bears.co.uk/

 

Por: Juliana Pinto

Formado em 2009 na cidade de Londres, o duo The 2 Bears conseguiu criar expectativa antes mesmo de lançar o primeiro álbum de estúdio. A razão de toda essa ansiedade com o trabalho da dupla britânica vem do fato de que ela é formada por Joe Goddard, fundador do bem sucedido Hot Chip e por seu parceiro Raf Rundell, produtor musical que comanda os eventos da Greco Roman Soundsystem e que atua como DJ, tocando em clubes noite afora. Depois dos bons EPs Follow The Bears (2010), Curious Nature (2010) e Bearhug (2011), o debut dos dois ursos finalmente foi concluído e nomeado Be Strong (2012).

Passados alguns dançantes remixes para músicas do Metronomy (The Bay), do Cults (Go Outside) e das faixas epidêmicas que faziam parte dos EPs prévios, a dupla chegou com originalidade e versatilidade nesse disco de estréia, que se estende a diversos estilos, deixando clara a inspiração em atos eletrônicos oitentistas além de outras múltiplas influências. Vasto, o disco acaba se encaminhando sem problemas para a house music até o 2-step, pendendo em diversos momentos para a soul music. Mesmo dentro dessa variedade de possibilidades o álbum acaba soando diverso sem soar inconstante ou incerto.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=-_PzTxqJEDw&w=640&h=360]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=NxI8QliBOKs&w=640&h=360]

Uma das características que mais chamam a atenção do ouvinte é o fato de que o álbum não foi feito inteiramente para a pista de dança. Um desses momentos fica bem evidente quando ouvimos a morna Time In Mind, uma das faixas mais calmas e relaxantes do projeto, deixando visível que a dupla não teve medo de explorar e experimentar. Passando longe da sonoridade sombria que outros fluxos eletrônicos europeus adotam, e também sem pisar no território do electropop de estádio que parece ter tomado a cena atualmente, Be Strong é rico e circular, com o equilíbrio certo entre momentos pulsantes e outros não tão estimulantes assim. Um disco que funciona como uma verdadeira viagem, com altos e baixos que parecem ter sido planejados, podendo soar ousado com os seus hits e sereno nas faixas menos enérgicas.

Mesmo bem estruturado e dinâmico o álbum está longe de soar complexo ou denso, não exigindo muito do ouvinte. Ele se restringe a ser uma boa apresentação de uma dupla já estável no que faz, com uma vontade perceptível de crescer e reinventar estilos que os próprios Goddard e Ruffel já dominam com certa precisão. Até mesmo as letras revelam esse aspiração do duo de sair um pouco da atmosfera club e invadir outros universos e estilos, sem exageros.

A dupla The 2 Bears poderia ter escolhido a rota mais fácil e feito um bom disco de electro que tivesse só hits e singles com potencial para os charts, mas preferiu tentar novos caminhos e o resultado é um debut que transparece solidez e consistência, além de ser divertido, leve e igualmente perfeito para ser a trilha sonora da sua noite.

Be Strong (2012, Southern Fried)

Nota: 7.0
Para quem gosta de: Hot Chip, Hercules and Love Affair e Azarri & III
Ouça:Ghosts & Zombies e Bear Hug

[soundcloud url=”http://api.soundcloud.com/playlists/819038″ height=”200″]


0 thoughts on “Disco: “Be Strong”, The 2 Bears

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend