""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Enough Thunder EP” James Blake

James Blake
British/Dubstep/Soul
http://jamesblakemusic.com/

 

Por: Cleber Facchi

James Blake sabe como poucos que agora é o momento exato para que ele se firme como um dos grandes produtores musicais contemporâneos. Vindo de uma série de excelentes singles e EPs que em 2010 fizeram dele uma das grandes apostas lançadas pela música eletrônica britânica, Blake fez com que grande parte dos olhares fossem curvados para si, quando em fevereiro deste ano seu primeiro álbum foi finalmente lançado. Elogiado por uma maioria absoluta da mídia especializada, o registro – de longe um dos melhores de 2011 – garantiu que o jovem músico de 23 anos fosse durante um bom tempo o centro das atenções em diversos meios de comunicação.

Oito meses após o lançamento de seu primeiro grande álbum e o produtor inglês está de volta, não com um registro full length, mas com um delicado EP de seis faixas, um trabalho que mesmo inferior ao seu último lançamento, segue com exatidão as mesmas experiências musicais exaltadas por Blake. Ainda mais ligado aos toques de soul music e cada vez mais distante do pós-dubstep que delimitava seus primeiros lançamentos, Enough Thunder EP (2011, Atlas) mais uma vez nos puxa para dentro do universos de melancolias abastecidas pelo produtor, cruzando pianos dolorosamente esculpidos e abafadas batidas dissolvidas em um ritmo assimétrico.

Como se prosseguisse exatamente de onde parou em seu disco de estreia, o pequeno álbum parece simplesmente se conectar aos lamentos sintetizados de Measurements – última faixa presente no debut do cantor britânico – repassando certa dose de similaridade ao espectador que vem acompanhando o trabalho do músico. Muito mais tímido e afundado em sons claustrofóbicos, Once We All Agree apresenta um caráter ainda mais experimental na obra de Blake, abrindo o EP de maneira esquizofrênica e ainda assim bela e detalhista, anunciando muito do que será encontrado no interior do curto registro de 25 minutos.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=O3Pn27thIG0]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=-NxAyrCu0EI]

Diferente do que o produtor apresentava em sua estreia, durante as duas primeiras composições do EP a sensação é de constante desconforto, com o inglês sendo cercado por uma espessa camada de ruídos e formas sonoras instáveis, algo que e We Might Feel Unsound acaba estranhamente resultando em uma sensação de extremo desconforto. É só quando chega a terceira faixa do álbum, Fall Creek Boys Choir (com participação de Justin Vernon do Bonn Iver), que finalmente o britânico revive as mesmas experiências musicais de seu primeiro álbum, apresentando seus vocais sinteticamente modificados e o mesmo clima levemente romântico de outrora, lembrando em alguns momentos a bela Lindesfarne II.

Se em seus minutos iniciais o álbum reforça um caráter de pura experimentação, à medida em que o disco se desenvolve mais a obra de Blake vai soando límpida e incrivelmente melódica. Em A Case of You, por exemplo, vemos o músico completamente distante de suas experiências eletrônicas, apresentando uma composição construída inteiramente em cima de um piano solitário e sua voz completamente límpida. A mesma predisposição segue nas faixas seguintes, Not Long Now e Enough Thunder, agora com o produtor acrescentando pequenos toques de efeitos eletrônicos, o que não impede a boa execução das duas canções.

Mesmo suficientemente agradável, Enough Thunder EP passa longe de alcançar o mesmo brilhantismo proporcionado por James Blake em seu último (e irretocável) trabalho. Mesmo os EPs CMYK e Klavierwerke lançados em 2010 parecem bem melhor resolvidos que o atual lançamento do músico, que parece simplesmente desnorteado em alguns momentos do álbum, principalmente nos iniciais. O lugar de Blake, entretanto, está mais do que reservado, algo que apenas a doce Fall Creek Boys Choir já conseguiria mais do que comprovar.

 

Enough Thunder EP (2011, Atlas)

 

Nota: 7.5
Para quem gosta de: Jamie XX, Mount Kimbie e How To Dress Well
Ouça: Fall Creek Boys Choir

Veja também:


0 thoughts on “Disco: “Enough Thunder EP” James Blake

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend