""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Greater Lakes”, Bears

Bears
Indie Pop/Twee/Alternative
http://www.bearspop.com/

Por: Juliana Pinto

 

Formada em 2005 na cidade de Cleveland (Ohio, EUA) a banda Bears vem procurando a batida pop perfeita desde que surgiu, desenvolvendo assim melodias agradáveis e composições rasas. O duo formado por Charlie McArthur e Craig Ramsey (e que tem o apoio de uma banda incrível nas apresentações ao vivo) lançou o primeiro registro em 2006, reapareceu na cena com o Simple Machinery em 2008 e volta agora em 2012 com Greater Lakes, lançamento que comprova a renovação da musicalidade sofrida pelo grupo, e que deixa claro que a dupla aprendeu muito sobre música indie e sobre pop nesses quatro anos que se passaram.

O álbum inicia com o elogiado single Eleven A.M., que correu pela blogosfera nos últimos meses e chamou atenção por já mostrar uma expansão musical do Bears que surgiu de maneira inesperada. A faixa é perfeita para abrir essa nova fase na carreira da banda, já que transporta o ouvinte para esse espaço mais amplo e diverso onde eles aterrissaram.

A música da dupla ainda se baseia numa mistura de tons amenos, melodiosos e bastante delicados, mas quando comparado aos trabalhos anteriores do Bears – além do disco lançado por conta própria de 2006 e de Simple Machinery de 2008, também foram lançados dois EP’s -, Greater Lakes já mostra um avanço e uma complexidade bem maior. Mesmo com o uso tímido de sintetizadores em algumas faixas, o violão ainda é o maior destaque da sonoridade do Bears, e o que dá charme e simplicidade para o indie pop soft que a banda faz. Acústico bem executado em alguns momentos, batidas contagiantes em outros.

[vimeo http://www.vimeo.com/27978091 w=490&h=368]

Bears album #3 preview from Bears on Vimeo.

[vimeo http://www.vimeo.com/11966879 w=490&h=276]

NYC Popfest 2010: Bears perform Days at The Bell House from BlearyEyedBrooklyn.com on Vimeo.

O terceiro registro dos canadenses pode até ter chego sutilmente, mas já garantiu comparações com os trabalhos de gente como Belle And Sebastian e The Shins, tudo graças ao novo tom expansivo e diferente das canções compostas para o Greater Lakes. Comparações essas positivas e merecidas, que elevam a banda no cenário do indie pop e do folk, e que os estabelece como um dos maiores nomes do indie pop local em Ohio. O toque pessoal de cada uma das composições pode ser a razão da fácil identificação com o álbum, e o que faz o registro ficar mais interessante a cada nova audição.

Greater Lakes é confiante, vasto, com menos restrições e timidez do que os discos prévios do Bears, revelando uma clara maturidade do grupo. Mesmo que pareça um registro de transição, algo típico de uma banda que ainda se encontra em um universo raso, porém atrativo, o álbum se mantém constantemente de maneira encantadora, transparecendo o desejo do Bears de crescer musicalmente e expandir sua capacidade de criar.

Greater Lakes (2012, Misra)

Nota: 7.5
Para quem gosta de: The Boy Least Likely To, The Shins e Belle and Sebastian
Ouça: Eleven A.M. e From Good To Bad

Veja também:


0 thoughts on “Disco: “Greater Lakes”, Bears

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend