""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Manifesta EP”, Amplexos

Amplexos
Brazilian/Reggae/Dub
http://www.amplexos.com/

 

Por: Cleber Facchi

 

Quem esteve atento aos lançamentos de 2008 foi provavelmente agraciado pelas suaves emanações da banda carioca Amplexos. Entre referências diretas ao reggae, dub, ritmos regionais e rock alternativo, a banda de Volta Redonda soube como aproveitar cada instante daquele que foi o primeiro grande álbum de estúdio do grupo, fazendo uso de acordes constantemente marcados por uma forte sensação esvoaçante, além de versos mergulhados em uma fina camada de psicodelia. Passados três anos, o grupo reaparece agora com um novo trabalho, Manifesta EP, um disco menor, mas que ainda mantém o mesmo espírito musical explorado pela banda em seu recente passado.

Menos “físico” que o primeiro lançamento do sexteto – formado por Guga (Voz, guitarra), Leandro Vilela (Guitarra, vocais), Martché (Teclados, vocais), Leandro Tolentino (percussão), Flávio Polito (Baixo) e Mestre André (Bateria) –, o trabalho de três faixas flutua calmamente no plano espacial, revelando um leve agrupado sonoro que se divide entre a lisergia e o etéreo. Mantendo a mesma base instrumental do último disco, o EP vai aos poucos se adornando por um pequeno, porém, relevante número de novas experiências, algo que as predisposições ao dub e ao afrobeat revelam com perfeição.

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=7RFi_6bwvGw?rol=0]

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=OdIN3aPTX98?rol=0]

Se a aproximação com o continente africano se manifesta como uma experiência mais do que natural – uma espécie de continuação daquilo que o grupo vinha desenvolvendo -, então o Dub se agrega de novos valores em virtude daquele que assume a produção do trabalho: Buguinha Dub. Autoridade máxima do gênero no país, o produtor ajuda o sexteto carioca a delinear melhor a música explorada ao longo do trabalho, deixando sua marca de maneira evidente logo na primeira canção do disco, Leão.

Muito mais completo (e complexo) do que o primeiro álbum do grupo – talvez a curta duração do registro possibilite que a banda aproveite melhor todas as possibilidades por eles lançadas -, Manifesta EP encontra na forte aproximação entre as faixas uma mistura exata para o trabalho do sexteto. A forte conexão entre as três canções estabelece uma espécie de laço invisível entre elas, fazendo com que o registro se revele como expoente de uma única composição comercialmente fatiada em três partes. Três atos musicais que possibilitam a entrada do ouvinte ao mesmo ambiente flutuante que o grupo parece se estabelecer.

 

Manifesta EP (2011, Independente)

 

Nota: 7.6
Para quem gosta de: Buguinha Dub, Bixiga 70 e BiD
Ouça: Festa

[soundcloud url=”http://api.soundcloud.com/playlists/1366288″ height=”200″]

Jornalista, criador do Miojo Indie e integrante do podcast Vamos Falar Sobre Música. Já passou por diferentes publicações de Editora Abril, foi editor de Cultura e Entretenimento no Huffington Post Brasil, colaborou com a Folha de S. Paulo e trabalhou com Brand Experience e Creative Copywriter em marcas como Itaú e QuintoAndar. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil de presente.