""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Need Your Light”, Ra Ra Riot

Ra Ra Riot
Indie Pop/Alternative/Indie
http://www.rarariot.com/

 

O Ra Ra Riot sempre mante um forte diálogo com o material apresentado no debut The Rhumb Line, de 2008. Seja nos sintetizadores de Beta Love (2012) ou nos temas semi-orquestrais iniciados em The Orchard (2010), o grupo nova-iorquino em nenhum momento se distanciou da composição melódica aplicada no primeiro álbum carreira, conceito que volta a se repetir nos arranjos versáteis e vozes de Need Your Light (2016, Barsuk), quarto registro em estúdio da banda.

Com produção fragmentada entre Rostam Batmanglij (Vampire Weekend, Carly Rae Jepsen) e Ryan Hadlock (The Lumineers, Foo Fighters), o sucessor do dançante Beta Love é uma obra que se divide entre as habituais melodias pop exploradas nos últimos três álbuns de estúdio e instantes breves de experimento. Um explícito ato de renovação por parte da banda, mas que em nenhum momento se distancia do som incorporado há oito anos.

Logo na dobradinha de abertura, Water e Absolutely, um eficacíssimo resumo do jogo de melodias e versos que regem toda a obra. Enquanto a primeira composição cresce em pequenas doses, administrando batidas e sintetizadores típicos dos trabalhos produzidos por Batmanglij, com a segunda canção, o grupo abraça de vez a música pop. Difícil escapar das guitarras dançantes, nostálgicas, no melhor estilo “anos 1980”, que ocupam a faixa. Um jogo de arranjos coloridos, contrastando com a lírica sombria da canção – “Will I touch the face of God?“.

A mesma relação da banda com diferentes aspectos da década de 1980 volta a se repetir em outros instantes do disco, caso da pegajosa Every Time I’m Ready to Hug e também em Bouncy Castle. Em Call Me Out, por exemplo, enquanto sintetizadores ambientais criam a base da canção, a voz de Wes Miles cresce lentamente, culminando em um coro de vozes, guitarras e batidas que dialogam de forma curiosa com o trabalho de Bon Jovi (!) em Livin’ On A Prayer.

Nos raros instantes de sobriedade, caso da faixa-título do disco, Miles e os parceiros de banda – Mathieu Santos, Milo Bonacci, Rebecca Zeller e Kenny Bernard -, transportam o ouvinte para o mesmo universo instrumental do trabalho lançado em 2010. São arranjos de cordas e pequenos experimentos percussivos. Bastam alguns audições para perceber em que parte começa o trabalho da banda com Batmanglij e onde tem início a parceria com Hadlock.

Exagerado e conciso na mesma medida, Need Your Light mostra um Ra Ra Riot tão entusiasmado e seguro da própria sonoridade como não se via desde o primeiro álbum de estúdio da banda. Da abertura curiosa com Water, passando por hits fáceis como Absolutely, Call Me Out e Every Time I’m Ready to Hug, cada instante do disco se revela como um momento de expressivo acerto e versos que facilmente grudam na cabeça do ouvinte.

 

Need Your Light (2016, Barsuk)

Nota: 7.0
Para quem gosta de: Passion Pit, Vampire Weekend e Matt & Kim
Ouça: Absolutely, Water e Call Me Out