""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Summer EP”, The Dead Superstars

The Dead Superstars
Brazilian/Alternative Rock/Shoegaze
http://www.myspace.com/thedeadsuperstars

Por: Cleber Facchi

Cada vez mais o cenário independente nacional tem nos presenteado com uma quantidade absurda de bandas calcadas na criação de um rock sujo e descompromissado, que em nada fica devendo ao que vem sendo produzido no exterior.  Se lá fora temos bandas como Male Bonding, Abe Vigoda e Smith Westerns, aqui temos gente como o Loomer, Looking For Jenny e Top Surprise que em nada ficam devendo ao que vem rolando no exterior. Da mesma leva de bandas temos os recifenses do The Dead Superstars, que acabam de lançar seu segundo EP.

Visivelmente influenciados pelos sons de grupos como Sonic Youth e outras grandes nomes do guitar rock, a banda formou-se da amizade de João Eduardo e Rafael Oliveira, que há tempos já tocavam juntos em diversos projetos do cenário recifense. Na sequência vieram Poliana Ojima e João Pena para fechar o quarteto de superstars mortos. Em 2006 o primeiro EP da banda Orange Girls In The Blue City trouxe ao grupo uma boa repercussão através de sites o blogs especializados, dando inclusive aos mesmos uma indicação no prêmio Dynamite na categoria “revelação”.

Mesmo com apenas cinco faixas o novo pequeno disco do quarteto traduz de maneira entusiasmada sua sonoridade. Logo de cara No vem despejando uma sucessão de guitarradas sujas e um baixo que em nenhum momento se apresenta como um instrumento de figuração.

A jovialidade de seus integrantes revela através dos monumentais paredões de guitarra a real experiência dos Dead Superstars. Na sequência Christmas chega explodindo acordes distorcidos, que em nenhum segundo tem seu fluxo interrompido.

Se a abertura de Red demonstra que essa seria uma faixa mais limpa, a sequência de sons revisitando Dinosaur Jr provam o contrário. Logo uma irrequieta guitarra vem levantando mais e mais paredões sonoros, que compactuam com os vocais pesados de João Eduardo. Com #21 a banda pernambucana nos lembra o motivo de doses maciças de guitarras ensandecidas e barulhentas serem tão agradáveis. A bateria de Rafael Oliveira alcança seu melhor momento dentro do disco com uma sucessão de espancamentos memoráveis.

Para fechar esse Summer EP (2011) o grupo entrega a ótima Weird, uma canção menos rebuscada por solos distorcidos e que chega dando funcionamento a uma instrumentação mais límpida. Mesmo livre das espessas camadas de sons ruidosos a faixa traz a mesma efetividade das músicas anteriores. Um disco para os aficionados por boas cargas ruidosas e que não se contentam com sons moderados.

Summer EP (2011)

Nota: 7.6
Para quem gosta de: Looking For Jenny, Loomer e Wry
Ouça: Christmas

Veja também:


0 thoughts on “Disco: “Summer EP”, The Dead Superstars

  1. Pingback: Pro Blogger News

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend