""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “The Constant”, I Blame Coco

I Blame Coco
British/Female Vocalists/Pop
http://www.myspace.com/iblamecoco
http://www.iblamecoco.co.uk/

Robyn, Marina and The Diamonds e agora I Blame Coco a sensação que se tem ao ouvir as três: Parece a mesma cantora com as mínimas variações na voz e na sonoridade produzida. Por conta disso um problema? Não, muito pelo contrário o que temos são três artistas bem similares, mas que conseguem agradar ao público de amplas formas focando em sonoridades tecnicamente distintas. The Constant primeiro trabalho de Coco Sumner e dona do projeto I Blame Coco é a que traz mais novidades à musica pop prodizida até então.

Enquanto Robyn se aprofunda nos anos 80 e Marina and The Diamonds busca referências no Indie Pop o I Blame Coco une com destreza a Eurodance da década de 90 com levadas de Reggae e Ska.  Talvez o fato de Sumner ser filha de Sting, vocalista da extinta banda The Police (grupo que unia punk com reggae e new wave), venha daí as bases e os acordes tipicamente regueiros.

O disco é claramente dividido em duas partes. Na primeira metade, as canções são muito mais voltadas para o lado eletrônico e pop, contando com belíssimas faixas perfeitamente construídas para as pistas como “Selfmachine”, “In Spirit Golden” (a melhor faixa do álbum para se dançar) e “Turn Your Back On Love”. Na outra metade Sumner apresenta seu lado mais regueiro através de faixas como “No Smile” e “Only Love Can Break Your Love”.

The Constant conta ainda com a participação de Robyn na faixa “Caesar” que contribui para o fechamento do álbum de maneira mais eletrônica. I Blame Coco talvez seja como a Lily Allen do primeiro disco, porém muito mais séria sem que isso acabe a prejudicando.

The Constant (2010)

1. Selfmachine
2. In Spirit Golden
3. Quicker
4. Turn Your Back On Love
5. Please Rewind
6. Summer Rain
7. Playwright Fate
8. The Constant
9. Party Bag
10. No Smile
11. Caesar (featuring Robyn)
12. Only Love Can Break Your Heart
13. It’s About to Get Worse
14. Quicker (Rack N Ruin Rework)

 

Nota: 7.3
Para quem gosta de: Robyn, Lily Allen e Marina and The Diamonds
Ouça: In Spirit Golden, No Smiles e Caesar

Criador do Miojo Indie, trabalhou como coordenador de Mídias Sociais na Editora Abril, editor de entretenimento e cultura no Huffington Post e hoje é editor de conteúdo no Itaú. Pai do Pudim, “ataca de DJ” nas horas vagas e adora ganhar discos de vinil como presente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend