""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Disco: “Thursday”, The Weeknd

The Weeknd
Canadian/Electronic/R&B
http://the-weeknd.com/

Por: Gabriel Picanço

O artista responsável pelo melhor lançamento do primeiro semestre, se o site Metacritic, resolveu começar a mostrar a sua cara para valer. O canadense Abel Tesfaye, a voz por trás do codinome The Weeknd, fez muito barulho com House of Ballons sem antes lançar sequer um clipe oficial ou fazer um show para ajudar na divulgação. Exemplo do êxito sem muito esforço de publicidade foi a expectativa que se criou em torno do seu primeiro show, em 24 de julho, em Toronto. Foi uma festa em um clube pequeno, onde a imprensa não pode filmar ou fotografar. Os ingressos evaporaram e eram vendidos a preço de ouro. E isso quando ninguém sabia direito quem era aquele cara, somente que a sua música era maravilhosa e única. Nem mesmo o seu rosto era tão conhecido. As fotos de divulgação deHouse of Ballons são sombrias como as músicas do artista. Não havia sequer nenhum vídeo ao vivo no Youtube, além de um trecho da músicaWhat you need, gravado no que parecia ser um festival de escola. Esse mistério todo em volta de Abel foi apenas um dos ingredientes que ajudaram a confirmar o The Weeknd como a revelação de 2011.

O boom de The Weeknd aconteceu quando o canadense Drake divulgou em seu twitter uma música do conterrâneo. A descoberta iria acontecer cedo ou tarde, Drake apenas deu a sorte de ser primeiro. Agora, The Weeknd solta a sua segunda mixtape de uma trilogia que será completada por Echos of Silence – a ser lançada ainda durante o outono do hemisfério norte. Em Thursday, Abel deixa um pouco de lado o sofrimento e as drogas, temas muito presentes nas musicas anteriores. Thursday é inteiramente voltado ao sexo, sendo capaz de estimular sentimentos voluptuosos no ouvinte.

Outra elemento bem distinto de House of Ballons é que o estilo de produção intimista foi ultrapassado no novo trabalho. O clima aqui, além da pegada sexual, é dado por produções grandiosas, bem mais sofisticadas do que anteriormente. Também existe a presença de instrumentos musicais não utilizados em House of Ballons, como a guitarra distorcida que marca Life Of The Party, segunda faixa do álbum, e o flerte com outros estilos musicais, como em Havem Or Las Vegas, música que fecha o álbum e é quase um dub.

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=iGFvQIvYT6Y?rol=0]

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=_jqi8Y_zXlo?rol=0]

A evolução técnica nas gravações certamente é reflexo das portas abertas e dos novos amigos conquistados com a primeira mixtape. Entre os novos parceiros, quem se destaca é o padrinho Drake. É dele a única participação especial, até agora, em uma música do The Weeknd, na faixa The Zone. Existe certo incomodo ao se ouvir a voz de Drake invadindo a faixa, não tanto com a qualidade de seu feat, mas até este ponto, a inigualável voz de Abel era a única presença masculina presente em suas músicas. O incômodo, entretanto logo passa, e na próxima faixa, a intensa The Birds Pt 1, o garoto prodígio de Toronto volta a brilhar absoluto. Aliás, essa é uma das músicas que entra com facilidade na lista de melhores do ano, com os vocais explosivos e uma batida marcial de tirar o fôlego. Com a balada Rolling Stone Tesfaye foge um pouco do que é apresentado no disco de uma forma geral, apresentando uma composição mais simples e delicada, somente com uma melodia tocada em violão de nylon e a voz de Abel acompanhando. Perfeita para deixar os ouvintes suspirando.

Thursday, não é pior por ser tão diferente de House of Ballons. É apenas menos enigmático e mais pop que o primeiro trabalho de Abel. A música título, por exemplo, não ficaria ruim na voz de qualquer outro artista de R&B atual. Mas aqui o mérito vai para quem compôs, e mais uma vez, o canadense mostra que já é um dos melhores do gênero na atualidade. Thursday é uma mixtape mais arrumada, assim como a mulher no centro da capa. A imagem em um degradê fora de ordem do disco talvez funcione como uma metáfora pra a trilogia a ser finalizada em Echos of Silence. A moça da esquerda,é como House of Ballons. Enigmática, está nua, sem maquiagens. Assim, a última foto é como um teaser do próximo álbum, dá para sentir ele será selvagem. No calendário de Abel Tesfaye hoje é quinta-feira, ontem foi uma quarta bem cinzenta. Se isso é que o cara faz durante a semana, o “The Weekend” para valer vai ser épico.

 

Thursday (2011, Independente)

 

Nota: 8.5
Para quem gosta de: Frank Ocean, Drake e Pusha-T
Ouça: The Birds Part 1 e Lonely Star