D∆WN (Dawn Richard): “Hollywould”

.

Mesmo dona de uma sequência de grandes obras, como Goldenheart (2013) e os EPs Armor On (2012) e Whiteout (2012), foi com Blackheart (2015), álbum lançado em janeiro deste ano, que a cantora e produtora norte-americana Dawn Richard mostrou de fato a que veio. Durante pouco mais de uma hora de duração, elementos do R&B esbarram em experimentos eletrônicos, base para todo o arsenal de 14 composições inéditas que reforçam a beleza do trabalho de Richard, também integrante do coletivo de soul/pop Danity Kane.

Mesmo deixada de fora do presente disco – e talvez prevista para o próximo registro de inéditas da cantora -, Hollywould mostra que D∆WN, como vem se apresentando nos últimos meses, ainda reserva algumas surpresas para o público. Em uma versão desconstruída do mesmo som incorporado por Beyoncé no álbum de 2013, a cantora espalha doses controladas de vocais em cima de uma base dominada por sintetizadores, combustível para aquela que é uma das faixas mais delicadas e, ao mesmo tempo, poderosas já finalizadas pela artista.

.

D∆WN (Dawn Richard) – Hollywould