Emicida: “Libre” (ft. Ibeyi)


Emicida conseguiu pegar muita gente de surpresa com o lançamento da inédita AmarElo. Delicado encontro com a cantora Pabllo Vittar e Majur, a canção que discute depressão, suicídio, morte e esperança utiliza do clássico Sujeito de Sorte, música originalmente lançada pelo cantor e compositor cearense Belchior (1946 – 2017) no clássico Alucinação (1976), como um delicado pano de fundo instrumental e poético, abrindo passagem para a sequência de rimas e versos confessionais que fazem da composição um dos trabalhos mais sensíveis da produção brasileira nos últimos meses.

Faixa-título do novo álbum de estúdio do rapper paulistano, o primeiro desde o ótimo Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa – 8º lugar em nossa lista com Os 50 Melhores Discos Brasileiros de 2015 –, a canção conta agora com o suporte de mais uma criação inédita do artista. Trata-se de Libre, reencontro entre Emicida e as irmãs Lisa-Kaindé e Naomi Diaz, da dupla franco-cubana Ibeyi. Parceiros desde Hacia del Amor, o trio segue o caminho oposto em relação ao primeiro à faixa anterior, mergulhando em uma sequência de batidas e rimas rápidas que contam com a produção de Nave.

AmarElo (2019) será lançado via Laboratório Fantasma.



Emicida – Libre (ft. Ibeyi)