Especial: 20 Músicas e discos em versão 8-Bit

Por: Carlos Botelho e Cleber Facchi

Insira a moeda, selecione o personagem desejado, aperte o play e jogue. Na nossa lista especial de hoje indicamos 20 músicas e discos que foram até a década de 1980 para mergulhar na estética 8-Bit. Esqueça os solos épicos de guitarras, as vozes límpidas ou a instrumentação variada, em nossa seleção fomos atrás de duas dezenas de composições remixadas no melhor estilo Video Game Music. De Beatles a Animal Collective, de Metallica a MGMT o que importa não são os detalhes, mas a simplicidade nostálgica que reconfigura tais composições.

.

OBS: Esta não é uma lista definitiva, são apenas algumas composições que gostamos. Caso a música que você goste não esteja na lista, não se desespere. Os comentários estão aí para você complementar a postagem.

.

1. The Beatles – A Hard Day’s Night

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=2CohprI7pD4?rol=0]

Faixa-título do álbum de 1964, que marca a fase “iê iê iê” do quarteto fantástico musical. Composição creditada ao duo Lennon/McCartney, A Hard Day’s Night alcançou primeiro lugar nas paradas. A versão 8-Bit manteve a essência da música e apesar do sofisticado The Beatles: Rock Band seria muito interessante ter um jogo com John, Paul, George e Ringo num formato mais old school.

.

2. Weezer – Blue Album

Trabalho de estreia do grupo norte-americano Weezer, Blue Album (1994) deixou de lado as guitarras rápidas, as batidas secas e os versos sentimentais de Rivers Cuomo para ser reformulado por completo nas mãos de diversos produtores. Feito em parceria entre músicos apaixonados pela estética 8-Bit (e pela banda californiana), a nova versão mantém a exata proporção do disco de estreia do grupo, ainda que ele se transforme agora em uma espécie de trilha sonora para um jogo de desilusões amorosas. Baixe o álbum aqui.

.

3. Phoenix – 1901

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=WQ7xrPwok94?rol=0]

Imagine a trilha sonora daquele jogos antigos de corrida para Game Boy, pois é exatamente isso que acabou se transformando a dançante 1901 quando convertida em estilo 8-Bit. Um dos grandes hits que preenchem o álbum Wolfgang Amadeus Phoenix (2009), a canção do quarteto francês Phoenix praticamente nos transporta para um clima de corrida e perseguição, onde um cenário estático serve de panorama para curvas rápidas e ultrapassagens perigosas.

.

4. Queen – I Want To Break Free

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=yIhiKrM6ysA?rol=0]

Clássico absoluto do Queen, lançado em 1984, extraído do álbum The Works. A introdução da música no formato 8-Bit lembra a trilha-sonora daquelas fases do jogo do Mario Bros e cia. no Super Nintendo onde ele entrava em castelos cheios de fantasminhas nada camaradas. Depois começam os inconfundíveis primeiros versos que já nos faz entoar a música. Qualquer semelhança entre os bigodes do Freddie e do Mario é mera coincidência.

.

5. Nirvana – Smells Like Teen Spirit

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=YqTQDEErF0A?rol=0]

Versão “videogueimica” do hit responsável pela transformação do alternativo em mainstream no ano de 1992, presente no álbum garoto-propaganda do grunge na década de 90 Nevermind. A intensidade da música foi mantida aqui e nos sentimos naqueles joguinhos antigos mais sombrios (se é que isso é possível) cheios de lutas e diálogos.  O refrão poderia ser trilha dos momentos épicos da batalha de tão explosivo que ficou.

.

6. Metallica – Master Of Puppets

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=wlupmjrfaB4?rol=0]

Originalmente lançada em março de 1986, Master Of Puppets é um dos grandes clássicos da banda californiana Metallica. Faixa que dá título ao terceiro registro em estúdio do grupo, ao mergulhar na estética 8-Bit a canção surge como um espécie de tema para um jogo de perseguição policial ou aventura que envolva uma proposta mais sombria, algo que as batidas rápidas e o solo versátil de “guitarra” acabam evidenciando em poucos segundos.

.

7. Radiohead – Ok Computer

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=YxLnu4PhQNQ?rol=0]

Maior obra de toda a produção musical dos anos 90, OK Computer (1997) do Radiohead ganhou uma versão que ironicamente brinca com as tendências e conceitos que o álbum discute. Revivendo todas as texturas e nuances que compreendem o trabalho, o produtor Quinton Sung lançou uma versão que reformula todas as 12 faixas do álbum de maneira instigante. Além do clássico, Kid A (2000) e outros trabalhos da banda também ganharam suas próprias versões em 8-Bit.

.

8. Animal Collective – My Girls

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=rY1T9OT0Geo?rol=0]

Em 2009 o lançamento de Merriweather Post Pavilion fez com que o Animal Collective de certa forma se aproximasse do grande público. Ainda experimental e inventivo, o trabalho tornou firma a conexão do grupo com a música pop, algo que o hit My Girls executa de maneira formidável por meio de uma letra acessível e uma instrumentação crescente. Na ótima versão montada para a canção, os teclados nostálgicos constroem toda a estrutura para um fechamento épico e dançante.

.

9. Guns ‘N’ Roses – Sweet Child O’ Mine

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=gUyRDWAfpe4?rol=0]

Poucos riffs são tão marcantes quanto o projetado na abertura de Sweet Child O’ Mine do Guns ‘N’ Roses. Lançada em 1987 como parte do clássico Appetite for Destruction, a canção mantém em sua versão 8-Bit a mesma proposta acessível da versão original, mesclando o tradicional riff com uma série de pontuações eletrônicas que tornam o primeiro momento da faixa uma composição inegavelmente dançante. Em alguns momentos é como se a trilha de Pokemon Red/Blue se encontrasse com o próprio Slash.

.

10. Vampire Weekend – A-Punk

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=4CnCprRsJLs?rol=0]

Não importa a versão: A-Punk do grupo Vampire Weekend mantém sempre o ritmo dançante e frenético. Faixa mais conhecida do quarteto nova-iorquino, a canção parece fluir como uma trilha alternativa para os primeiros jogos da franquia Sonic, proposta que o ritmo acelerado, o solo peculiar da guitarra e as batidas ágeis correspondem logo nos instantes iniciais da canção. É quase possível ouvir os vocais autotunados de Ezra Koenig enquanto a base robótica da canção segue ao fundo.

.

11. Neutral Milk Hotel – In the Aeroplane Over the Sea

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=uIdVXIvOGvM?rol=0]

Facilmente uma das mais belas obras da música independente (e por que não universal) In the Aeroplane Over the Sea, clássico do Neutral Milk Hotel contou com um acabamento primoroso dentro do projeto Blooptral Milk Hotel. Renomeada como In the Aeroplane Over the Bleep, a faixa que dá título ao segundo registro oficial da banda mantém a mesma sutileza instrumental que define a versão original da música, agora expandindo os limites que os teclados antes exerciam no trabalho. Facilmente uma das melhores da lista.

.

12. Franz Ferdinand – Take Me Out

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=QrGcIJt39TM?rol=0]

Aqui o instrumental ficou incrivelmente atual e ganhou charme extra em 8-Bit. Extraída do primeiro álbum da banda, Take Me Out foi responsável por levar o Franz Ferdinand do Reino Unido para o mundo. A transformação que se sucede até o refrão na canção original foi revivida aqui como aquele típico momento clímax do jogo em que o mocinho vence o “chefão” e depois tudo vira festa e comemoração.

.

13. The Strokes – Reptilia

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=Y3hB9NUhPac?rol=0]

Segundo single do segundo álbum dos Strokes, Reptilia tem um instrumental rápido, um longo solo de guitarra e a voz inconfundível de Julian Casablancas. Nessa releitura, o dinamismo da canção é similar e a nostalgia do vocal do Casablancas é substituída pela série de recordações que o 8-Bit proporciona ao ouvinte.

.

14. Arctic Monkeys – Fluorescent Adolescent

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=1e90ghfwuOk?rol=0]

Single-hit retirado do álbum Favourite Worst Nightmare dos Macacos do Ártico, que aqui teve seus instrumentos substituídos fielmente de modo que a obra dos Monkeys parecesse uma versão eletrônica ou mesmo um remix. Esse foi um dos fortes candidatos a se tornar meu novo ringtone.

.

15. Kanye West – Love Lockdown

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=1AtrhHoqlRM?rol=0]

Em formato 8-Bit Love Lockdown do rapper Kanye West mantém as mesmas proporções da versão original da faixa. Respeitando cada batida, harmonia e até uma proposta peculiar para os vocais, a canção flui como uma trama onde o jogador só vence se conseguir se desvencilhar das armações do amor. Originalmente apresentada em 2008, a música faz parte do álbum 808’s And Heartbreaks, registro em que West deixa fluir todo o sofrimento de seu coração partido.

.

16. Daft Punk – One More Time

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=VzbpTVYGq9I?rol=0]

Maior sucesso comercial da dupla, One More Time de 2001, embala até hoje as pistas de dança mundo a fora, ecoando quase como um hino. A homenagem a era Disco ganhou nova roupagem em 8-Bit e manteve toda a atmosfera de celebração da faixa, algo capaz de fazer o Sonic dançar. A canção também faz parte de jogos voltados à música, como o SingStar.

.

17. Blur – Song 2

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=UCNQU8ysDdY?rol=0]

Single do álbum autointitulado de 1992 e grande sucesso da banda de Damon Albarn.  A versão 8-Bit só não é melhor por falta dos “WOO-HOO!” que são parte indispensável na música. A faixa faz parte da trilha-sonora do jogo FIFA: Road to World Cup 98 e a versão aqui apresentada cairia como uma luva em jogos relacionados a esportes.

.

18. Arcade Fire – Neighborhood #2 (Laika)

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=mwwiQSFn_Bg?rol=0]

Mesmo quando a proposta é soar um pouco mais comportado, minimizando os efeitos e instrumentos que acompanham a versão original da canção, os canadenses do Arcade Fire não conseguem manter essa proposta. No novo acabamento dado à Neighborhood #2 (Laika) o resultado épico e sempre crescente da faixa se mantém, com os sintetizadores e as batidas se posicionando de forma crescente em um exercício divertido e que de certa forma afasta a melancolia que compreende o trabalho de estreia do grupo, Funeral.

.

19. Pixies – Where Is My Mind

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=-qFnGA8quOs?rol=0]

Clássico dos Pixies de 1988, Where Is My Mind influenciou uma geração de músicos, rendeu vários covers e foi usado em várias mídias. A remodelação em 8-Bit deixou escapar um pouco a atmosfera característica da música, tarefa um tanto quanto árdua para ser realizada, mas mesmo assim o instrumental ficou impecável.

.

20. MGMT – Time To Pretend

[youtube:http://www.youtube.com/watch?v=bpsfS1kuTfc?rol=0]

Primeiro single do álbum de estreia Oracular Spetacular, foi inspirado na história real de um louva-a-deus, uma grande viagem. As batidas 8-Bit nos remetem a inocência dos queridos jogos da infância e se o Mario Bros clássico fosse relançado hoje em dia numa versão hispter, essa música com certeza faria da trilha-sonora.

.