Florence + The Machine: “Moderation” / “Haunted House”


Quem esperava por uma possível continuação de How Big, How Blue, How Beautiful (2015) acabou encontrando em High as Hope (2018) uma obra completamente diferente. Longe das guitarras, batidas e vozes fortes, Florence Welch revelou ao público uma obra delicada, porém, pouco inventiva quando próxima de outros registros entregues pela cantora, caso de Lungs (2009) e, principalmente, o intenso Ceremonials (2011), trabalho que trouxe músicas como Shake It Out e Never Let Me Go.

Satisfatório perceber nas recém-lançadas Moderation e Haunted House uma completa fuga do material entregue pela cantora em High as Hope. Contraponto ao som que embala as últimas canção da artista britânica, ambas as faixas revelam a minúcia de Welch na construção de músicas essencialmente dramáticas, quase teatrais. São batidas, melodias e vozes que ganham forma aos poucos, revelando ao público um universo de pequenos detalhes típicos de Florence + The Machine.


Florence + The Machine – Moderation / Haunted House