Holly Herndon: “PROTO”


Desde o início da carreira, Holly Herndon tem encontrado na desconstrução da própria identidade artística o principal componente criativo para cada novo álbum de estúdio. Basta voltar os ouvidos para Movement (2012), trabalho em que utiliza do próprio corpo, voz e captações guturais para a formação dos elementos, mas que alcança novo e provocativo resultado nas canções de PROTO (2019). Terceiro e mais recente projeto da musicista norte-americana, o disco de 13 faixas utiliza da relação entre Herndon e uma inteligência artificial como a base para rico o repertório da obra.

Batizada de Spawn, a nova tecnologia busca emular a voz humana de forma propositadamente torta e criativa. Exemplo disso está na série de composições entregues por Herndon nas últimas semanas. É o caso de Eternal, música que soa como uma estranha parceria entre Björk e The Knife. Em Frontier, entregue há poucos dias, vozes sobrepostas garantem ritmo à faixa, arrastando o ouvinte para dentro de um território marcado pela incerteza. Entregue ainda no último ano, a primeira faixa do disco a ser apresentada ao público foi Godmother, colaboração com Jlin.


Holly Herndon – PROTO


Leave a Reply

Send this to friend