Jair Naves: “Atirado ao Mar EP”

.

Lançado em janeiro deste ano, Trovões a Me Atingir (2015) mostra um Jair Naves bem diferente daquele apresentado em E Você Se Sente Numa Cela Escura… (2012) ou mesmo nas canções da temporariamente ressuscitada Ludovic. Embora dominado pela essência melancólica do cantor e compositor paulistano, cada uma das nove faixas do registro confirma a proposta melódica, acessível, da obra, agora completa com a recém-lançada coletânea de “sobras” Atirado ao Mar EP (2015).

Com distribuição pelo Spotify, o trabalho de quatro faixas “inéditas” funciona como uma breve continuação do registro apresentado há poucos meses pelo cantor. Composições como a já conhecida faixa-título do EP, além de Gélido, Invernal, A Recusa, A Renúncia e Converta em Algo Belo a Minha Dor; um resumo eficiente de todo o material acumulado por Naves desde a estreia em carreira solo com o ótimo Araguari EP, de 2010.

.

Jair Naves – Atirado ao Mar EP