Jair Naves: “Deus Não Compactua”


Em outubro do último ano, Jair Naves pegou muita gente de surpresa com o lançamento de Veemente. Primeira criação inédita do cantor e compositor paulistano desde o material apresentado no EP Atirado ao Mar, de 2015, a canção foi a escolhida como rito de passagem para o terceiro álbum de estúdio do músico. Com previsão de lançamento para o primeiro semestre deste ano, o registro deve ampliar o material entregue em Trovões a Me Atingir (2015), transitando em meio a versos melancólicos e instantes de profunda reflexão política.

Exemplo disso está no mais novo lançamento de Naves, Deus Não Compactua. Inspirada pelo atual cenário político do Brasil, a canção não acelera em relação ao material em Veemente, como resgata parte da atmosfera dos antigos trabalhos do músico na Ludovic. São rajadas de guitarras e batidas rápidas que praticamente engolem a letra provocativa do artista. “Não tem fim, não tem fim / Será que Deus vê a imagem de um inimigo em mim? / Nada é mais humano que a disputa por poder“, reflete em meio a versos angustiados.


Jair Naves – Deus Não Compactua