Jessica Pratt: “Back, Baby”

.

Quem se encantou pelo trabalho de Jessica Pratt no autointitulado debut de 2012 será surpreendido com Back, Baby. Mesmo que as melodias econômicas, vocais quase sussurrados e temas acolhedores ainda sirvam de estímulo para o trabalho delicado da californiana, basta uma atenta audição para perceber a mudança no posicionamento estético de Pratt. Entre suspiros melancólicos e gracejos pueris, a artista lentamente acolhe o espectador, confortável em uma camada de versos românticos e sorridentes; encaixes vocais tão íntimos de Nico, quanto de Joni Mitchell na década de 1970.

Assim como as (novas) canções apresentadas ao vivo nos últimos meses, a presente criação faz parte do segundo registro solo de Pratt. Intitulado On Your Own Love Again, o álbum conta com distribuição pelo selo Drag City – casa de Ty Segall, White Fence e Bill Callahan -, tendo a estreia anunciada para o dia 27 de janeiro de 2015. Se você ainda desconhece o trabalho de Pratt, vale revisitar todo o material do primeiro disco.

.

Jessica Pratt – Back, Baby