José González: “Every Age”

.

Voz, violões e um punhado de sentimentos. Desde a estreia em carreira solo com Veneer, em 2003, a beleza em relação ao som de José González sempre esteve relacionada ao detalhamento simples dos elementos incorporados pelo músico sueco. Sussurros melancólicos acompanhados de parcos ruídos acústicos. Passados sete anos desde que apresentou ao público o último registro solo, In Our Nature (2007), González regressa ao mesmo cenário aconchegante para desembrulhar Every Age, peça de apresentação do esperado Vestiges & Claws (2015).

Primeiro invento particular do músico depois de um longo hiato, a sutil composição mostra que mesmo os dois discos pela banda paralela Junip – Fields (2010) e Junip (2013) – não interferiram nos projetos individuais de González. Em um exercício de reapresentação, o cantor espalha acordes e vocais simples lentamente, acolhendo o ouvinte no interior da faixa. Tão coerente quanto a composição é o vídeo desenvolvido para ela e dirigido por Simon Morris e Chris Higham: o planeta Terra recriado pela lente de uma câmera enviada de balão ao espaço.

Com lançamento pelo selo Mute, Vestiges & Claw estreia oficialmente em 17 de fevereiro de 2015.

.

José González – Every Age