Julianna Barwick: “Nebula”

.

Longe da atmosfera bucólica que deu vida ao álbum The Magic Place (2011), em 2013, a cantora, compositora e produtora norte-americana Julianna Barwick fez do delicado Nephente um novo passo dentro da própria carreira. Com produção assinada por Alex Somers, marido de Jónsi, vocalista do Sigur Rós, o registro parece apontar a direção para o novo álbum de inéditas de Barwick, Will (2016), um trabalho de nove composições que se apresenta na recém-lançada Nebula.

Mais uma vez tendo a voz como principal “instrumento” de trabalho, Barwick cria uma faixa que lentamente autoriza a interferência de novos elementos. Do sintetizador crescente ao uso de pequenos arranjos que se projetam ao fundo da canção, mais uma vez o ouvinte é transportado para dentro de um imenso labirinto de detalhes, vozes ecoadas e plena sutileza, marca de toda a série de registros produzidos pela cantora desde o fim da década passada.

Will (2016) será lançado no dia 06/05 pelo selo Dead Oceans.

.

Julianna Barwick – Nebula

Veja também:


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend