As Melhores Capas de 2017

 

Qual é a sua capa de disco favorita de 2017? Dando início a nossa série de publicações com os melhores trabalhos lançados este ano, fomos atrás das imagens mais icônicas, delicadas, estranhas, divertidas e perturbadoras que ilustraram alguns dos principais registros nacionais e internacionais apresentados nos últimos meses.

Há desde ilustrações, como em Melodrama de Lorde e Espiral de Ilusão do rapper/cantor Criolo; fotografias como a de Kendrick Lamar e Fever Ray, além de imagens feitas para bagunçar a cabeça do público, vide o encarte de Utopia da Björk e o último álbum do venezuelano Arca. Uma seleção com 44 imagens que sintetizam visualmente a música deste ano.

 

Actress: “AZD

Sinta o toque.

_

Arca: “Arca”

Ah não, Chupa-Cu!

_

A$AP Ferg: “Still Striving”

Pronto pra guerra.

_

Baco Exu do Blues: “Esú”

Profano.

_


Baths: “Romaplasm

Fica comigo?

_


Bedouine: “Bedouine

A música dos anos 1970 da capa aos arranjos.

_


Big Thief: “Capacity

Para uma obra intimista, uma capa intimista.

_

Björk: “Utopia

Jesse Kanda, Hungry e um conceito.

_

Cécile McLorin Salvant: “Dreams and Daggers

Pronta?

_

Chelsea Wolfe: “Hiss Spun

Pronta para o ataque.

Cinammon Tapes: “Nabia”

Sereia.

_

Colin Stetson: “All This I Do for Glory”

Mutação.

_

Courtney Barnett / Kurt Vile: “Lotta Sea Lice

Equilíbrio.

_

Criolo: “Espiral de Ilusão

Um diálogo com o passado a partir da obra de Elifas Andreato.

_

Dado Villa-Lobos: “EXIT

Cota clássicos da pintura.

_

Fever Ray: “Plunge

Fora Temer.

_

Forest Swords: “Compassion

Sinta o peso.

_

Harry Styles: “Harry Styles”

Sinal dos tempos.

_

Ibeyi: “Ash

Sobreposições.

_

Jessie Ware: “Glasshouse

Um respiro.

_

Jovem Palerosi: “Ziyou

Liberdade, por Diego Max.

_

Kelela: “Take Me Apart

Transformando o corpo em arte.

_

Kendrick Lamar: “DAMN.

EITA!

_

Kesha: “Rainbow

Mais um delírio de Robert Beatty.

_

Kiko Dinuncci: “Cortes Curtos

Enquadro.

_


Lava Divers: “Plush

Sua infância resumida em uma foto.

_

Linn da Quebrada: “Pajubá

Dedo no cu e gritaria.

_

Logic: “Everbody”

Um mundo de detalhes.

_

Lorde: “Melodrama

Você vai dormir e acordar com este disco.

_

Martin Glass: “The Pacific Visions of Martin Glass

Arquitetura & Decoração 70’s.

_

Moses Sumney: “Aromanticism

Transformando o corpo em arte II.

_

Nick Hakim: “Green Twins”

Bateu!

_

Nosaj Thing: “Parallels

mnml.

_

Oh Sees: “Orc”

Dungeons & Dragons Psychedelic Edition

_

Omni: “Multi-task”

Imprima e monte em casa.

_

Pharmakon: “Contact

Sufocante.

_

(Sandy) Alex G: “Rocket”

Capas que resumem a estranheza/beleza de um disco.

_

Sevdaliza: “Ison

Um resumo da mente insana de Sevdaliza.

_

Shamir: “Revelations”

😶

_

The Horrors: “V”

3D Max Tutorial.

_

Thundercat: “Drunk

Respire.

_

Torres: “Three Futures

Grelo duro.

_

Tyler, the Creator: “Flower Boy

O florescer de Tyler.

_

Xênia França: “Xenia”

Deusa.

Veja também:


5 thoughts on “As Melhores Capas de 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend