Lucas Santtana: “Partículas de Amor”

.

A mudança de direção a cada novo trabalho talvez seja a única constante dentro da obra de Lucas Santtana. Da colagem de ritmos nos dois primeiros discos – Eletro Ben Dodô (2000), Parada de Lucas (2003) -, passando pelo dub em 3 Sessions in a greenhouse (2006) e bossa nova em Sem Nostalgia (2009), há sempre renovação nos álbuns lançados pelo baiano – “confortável” apenas na melancolia sóbria de O deus que devasta, mas também cura (2012).

Em Sobre Noites e Dias (2014, Dignois), mais recente trabalho em estúdio de Santtana, curioso notar que a proposta do artista passa a ser outra. Ainda que álbum seja desenvolvido a partir de um novo tema/gênero específico – neste caso, a “música eletrônica” -, é evidente como grande parte da obra pode ser encarada como um atento resumo de toda a discografia do cantor. Leia a resenha completa.

Gravado no Rio de Janeiro, Bariloche e Deserto do Atacama, no Chile, abaixo você encontra o clipe de Partículas do Amor, trabalho dirigido por Julio Secchin.

.

Lucas Santtana – Partículas de Amor

Veja também:


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend