Lykke Li: “Hard Rain” / “Deep End”

 

Da melancolia escancarada em I Never Learn – 24º colocado na nossa lista dos 50 Melhores Discos Internacionais de 2014 –, para o pop provocativo de So Sad So Sexy (2018). Quatro anos após o lançamento do terceiro álbum de inéditas da carreira, a cantora e compositora sueca Lykke Li está de volta com um novo trabalho de estúdio. São dez faixas em que a artista se une a nomes como Jeff Bhasker, Malay, T-Minus e Rostam, deixando para trás parte da sonoridade testada nos primeiros álbuns para provar de elementos típicos do hip-hop/R&B.

Exemplo disso está nas duas primeiras faixas do novo disco. De um lado, Hard Rain, música que explora o mesmo pop lo-fi testado por Carly Rae Jepsen na segunda metade de Emotion (2015), efeito direto da produção de Rostam Batmanglij (ex-Vampire Weekend), responsável por faixas como Warm Blood. No outro oposto, as batidas e lenta inserção das rimas em Deep End, composição que mais distancia a cantora dos antigos projetos, principalmente o LIV, coletivo montado em parceria com o marido e outros representantes da cena sueca.

 

So Sad So Sexy

01 Hard rain
02 Deep end
03 Two nights (ft. Aminé)
04 Last piece
05 Jaguars in the air
06 Sex money feelings die
07 So sad so sexy
08 Better alone
09 Bad woman
10 Utopia

So Sad So Sexy (2018) será lançado em 8/6 via RCA.

 

Lykke Li – Hard Rain

 

Lykke Li – Deep End


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend