""

Ano:
Selo:
Gênero:
Para quem gosta de:
Ouça:
Nota:

Mahmundi: “Vem”

Um salto. Há pouco mais de um ano quando Marcela Vale e os parceiros do Mahmundi entregaram o encantador Efeito das Cores EP (2012) ao público, a necessidade da banda era de resgatar elementos específicos da década de 1980 em aproximação ao que ecoava na Chillwave. Uma obra conduzida pela maquinação suave dos vocais e sons, como se ondas lançadas por Marina Lima ou Barão Vermelho (da fase Cazuza) só chegassem agora. Com a chegada de Vem, mais novo single da artista e aquecimento antes do primeiro disco oficial os rumos são outros. Encantada por elementos do R&B e devota de Jessie Ware, Vale assume na nova composição um verdadeiro pulo temporal/instrumental, não para a década de 1990, mas para o que decide a música recente.

Por mais que os sintetizadores e batidas abafadas entreguem o fascínio da carioca pelo trabalho do grupo Toto no single Africa (1982), cada espaço do recente lançamento se aproxima dos elementos da música atual. São as melodias quebradas similares ao propósito da dupla AlunaGeorge, as emanações coloridas de Silva, além de um fino tracejado experimental que se articula dentro das mesmas construções etéreas de Grimes e outros artistas relacionados ao novo cenário canadense. Um passeio nostálgico e atual que se amarra em uma das passagens mais acolhedores de Vale até o presente momento: “Quando o Sol cair de Maduro/ Tudo vai ficar escuro/ Com você eu tô seguro pra saber o que é viver/ pra viver o que vier”.

.


Mahmundi – Vem

Veja também:


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend