Mark Barrott: “Music For Presence”

 

Poucas coisas são tão relaxantes quanto a música produzida por Mark Barrott. Responsável pela série Sketches From An Island, seleção de obras que deu vida a um dos principais trabalhos lançados em 2016, o produtor inglês está de volta com um novo registro de inéditas. Intitulado Music For Presence (2017), o álbum de apenas quatro faixas – Schopenhauer’s Garden, Emilé, Mokushō? e Lysander – se distancia do clima litorâneo de outras obras do artista para detalhar um som cósmico, etéreo.

No lugar do tradicional canto dos pássaros e elementos tropicais da série Sketches From An Island, são sintetizadores vindo de algum lugar da década de 1970 que acabam alimentando o trabalho do artista. Difícil não lembrar de nomes como Cluster, Brian Eno, Tangerine Dream e até do som produzido por representantes da famigerada New Age, principalmente Vangelis. Quatro músicas que se completam de forma sensível, efeito do minimalismo que marca o trabalho de Barrott.

 

Mark Barrott – Music For Presence

Veja também:


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to friend