Mateus Aleluia: “Samba-Oração”


A voz de Mateus Aleluia é um acalento para a alma. Conhecido pela obra como ex-integrante do grupo baiano Os Tincoãs, com quem deu vida a alguns dos registros mais importantes da música brasileira nos anos 1970, o cantor, compositor e pesquisador da cultura afro-brasileira anuncia para o mês julho a chegada de um novo trabalho de estúdio. Intitulado Olorum (2020), título inspirado no ser supremo da mitologia Yorubá que é responsável pela existência da humanidade e dos orixás, o registro é o primeiro grande lançamento do artista desde o elogiado Fogueira Doce (2017).

Como preparativo para a chegada do trabalho, Aleluia entrega ao público a inédita Samba-Oração. Marcada pela leveza dos arranjos e versos, a canção segue a trilha do material entregue há três anos, flutuando em meio a melodias delicadas, sempre tratadas como um complemento à voz acolhedora do artista. “Ó, Deus, meu pai / Parai a mão do opressor / Calai a voz do enganador / Fazei chover só chuva de amor“, canta. Com produção de Ronaldo Evangelista, Olorum ainda se abre para a interferência direta de nomes como João Donato, Gustavo Ruiz, Thiago França e as Pastoras do Rosário.

Olorum (2020) será lançado em 29/7 via Selo Sesc.




Mateus Aleluia – Samba-Oração