Maya: “Labirinto”


Mesmo em um universo de músicos brasileiros cada vez mais inclinados a dialogar com o R&B produzido no exterior, poucos são aqueles capazes de fazer disso o princípio para uma obra minimamente original. Parte desse limitado número de indivíduos bem-sucedidos, a cantora e compositora niteroiense Maya faz do primeiro registro em carreira solo a passagem para um universo de emanações sensíveis. Em Labirinto, são versos confessionais que se articulam em uma medida própria de tempo, detalhando as confissões românticas lançadas pela artista.

São versos trilingues em que a artista fluminense confessa algumas de suas principais referências, vide a forte similaridade com a obra de FKA Twigs, SZA e Kelela. “E eu tento te entender / Me perdendo em você / Me diz por que / Se não me vê como eu vejo você?“, questiona enquanto batidas lentas e ambientações eletrônicas se revelam ao público em pequenas doses, sem pressa, como um complemento direto para a formação dos versos. Delicada, a canção abre passagem para o primeiro EP de inéditas da artista, trabalho que conta com previsão de lançamento para as próximas semanas.


Maya – Labritinto