Mombojó: “Alexandre”

Mombojó

.

Do cruzamento entre a melancolia e a maturidade, elementos essenciais para o universo de Amigo do Tempo (2010), terceiro e último disco da Mombojó, apenas o segundo componente parece ter sobrevivido. Longe do ambiente sorumbático de faixas como Triste Demais e Praia da Solidão do disco passado, o quarto e mais recente disco do grupo pernambucano regressa ao experimento dos primeiros anos, reforçando o caráter inventivo da banda. Trata-se de Alexandre (2014, Slap), uma coleção de ideias tortas, arranjos inexatos e a curiosa capacidade do grupo em dialogar com o pop.

Lançado sem grandes exaltações, o disco de 11 faixas inéditas é uma continuação inteligente do universo gerado em Nadadenovo (2004) e Homem-espuma (2006), primeiros registros da banda. Além do time original de integrantes, nomes como Céu (Diz o Leão), Dengue (Cuidado, Perigo!) e Laetitia Sadier (Summer Long), vocalista do Stereolab, aparecem pelo registro, que, por enquanto, pode ser apreciado na íntegra pela Deezer, ou em pequenos fragmentos nos players abaixo. Agora é pra valer: começou 2014.

.

Mombojó – Me Encantei por Rosário

.

Mombojó – Summer Long