O Nó: “Vultos do Mar” (VÍDEO)


Formado por Alexandre Drobac (guitarra e vozes), Rodolfo Almeida (baixo e vozes), Matheus Perelmutter (sintetizadores e vozes) e Mateus Bentivegna (bateria), o Nó é um grupo de rock psicodélico que, em um intervalo de apenas dois anos, deu vida a uma seleção de composições deliciosamente lisérgicas e marcadas pelo completo refinamento dos arranjos. São registros como o delirante EP1 (2015), de onde saíram músicas como O Sol e Ouro-e-Fio, além de Vão, faixa entregue ao público meses mais tarde e uma síntese clara da permanente busca do quarteto por novas possibilidades criativas.

Depois de um longo período de espera, o grupo paulistano anuncia para o início de dezembro a chegada do primeiro álbum de estúdio: Resquícios Cromáticos (2020). Produzido em um intervalo de mais de dois anos, o registro que busca inspiração no sophisti-pop da década de 1980 e na obra do pintor David Hockney, acaba de ter sua primeira composição entregue ao público. Em Vultos do Mar, o quarteto segue de onde parou há quatro anos, porém, investindo em uma sonoridade cada vez mais acessível, tratamento que se reflete no uso destacado dos sintetizadores e vozes.

Resquícios Cromáticos (2020) será lançado em 6/12.




O Nó – Vultos do Mar